Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Jeff Horn ignora críticas

05 de Julho, 2017

O Pacquiao é um guerreiro, é uma lenda desse desporto.

Fotografia: AFP

Jeff Horn fez história no domingo, ao superar Manny Pacquiao por decisão unânime dos juízes, tornou-se o novo campeão dos meio-médios da Organização Mundial de Boxe (WBO). O resultado controverso veio por unanimidade dos árbitros laterais após 12 rounds de luta, não agradou a parte do público que enxergou vitória do filipino, e reclamou de uma cabeçada desferida pelo novo dono do cinturão – e que não foi punida pelos juízes.

Apesar de parte dos fãs  contestar a  vitória, Horn não parece incomodado com a opinião do público. Consciente, o novo campeão apontou que nem sempre é possível agradar a todos, e ressaltou que em sua opinião venceu o combate.“Sempre vão ter pessoas a achar que eu dei sorte, ou que eu não venci a luta. Mas eu senti que venci a luta. E, muita gente ao redor do mundo, pensou assim também. Sempre há algumas pessoas que pensam diferente.

O Pacquiao é um guerreiro, é uma lenda desse desporto. Ele pode ter estado mal para a luta, não sei. Se nós fizermos uma desforra e ele colocar todo o seu esforço, talvez venha melhor”, declarou através da assessoria de imprensa, antes de abrir as portas para uma desforra contra Pacquiao.

“Eu faria uma desforra feliz. Seria óptimo. Se ele quiser, vamos fazer isso”, afirmou.Aos 29 anos de idade, Horn está invicto na carreira, venceu todas as 17 lutas que disputou. Por sua vez, Pacquiao é um dos pugilistas mais famosos da actualidade, e já possui mais de 20 anos como pugilista profissional.