Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Jenson Button teme cansaço

17 de Dezembro, 2015

O inglês da McLaren afirmou que um campeonato com mais de 21 Grandes Prémios vai provocar um desgaste excessivo às equipas e aos funcionários.

Fotografia: AFP

Jenson Button mostrou-se preocupado com um calendário de mais de 20 corridas da F1 actual. Para o campeão de 2009, a F1 atingiu o  limite em termos de número de corridas, por época. O inglês da McLaren afirmou que um campeonato com mais de 21 Grandes Prémios vai provocar um desgaste excessivo às equipas e aos funcionários.

O calendário de 2016  está aprovado e vai ser o mais longo da história da categoria maior do automobilismo. Ao todo, vão ser 21 corridas, entre Março e Novembro. A prova da Alemanha regressa ao Mundial e a estreia da corrida de rua em Baku, no Azerbaijão, são as novidades.Embora aprecie a variedade de lugares, Jenson Button entende que a carga de trabalho vai aumentar consideravelmente e vai reverter-se numa enorme pressão nas vidas dos mecânicos e dos engenheiros.

"Para mim, está tudo bem, porque amo correr e gostaria que houvesse uma corrida a cada semana. Não é realmente um problema para mim. Apanho um voo na quinta-feira, para as corridas europeias, e volto no domingo à noite. Mas os mecânicos trabalham durante longas horas, passam muito temo longe de casa. Então, 21 corridas é  algo bem complicado", afirmou o piloto.

O piloto inglês disse mais: "Para esses profissionais, a empreitada não vai ser fácil. Só espero que o número de provas não aumente em 2017, porque aí vai ser demais".Jenson Button teme que o desgaste dos mecânicos e engenheiros também provoque um problema dentro das equipas, com a substituição de novos funcionários.

"Neste ano, a época foi longa para as equipas", afirmou."A primeira corrida de 2016 vai ser mais tarde, o que significa para muita gente, vão ser duas semanas ou mais longe de casa. Esperemos que isso não mude o desporto. Por conta do cansaço, vamos ver novas caras nas equipas, o que é uma pena. É bom ter uma atmosfera em que conhece bem as pessoas com quem trabalha", encerrou.Jenson Button tem mais um ano de contrato com a McLaren e volta a correr ao lado do bicampeão Fernando Alonso.