Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Jermain Taylor novamente detido

10 de Novembro, 2018

O ex-campeão mundial de boxe, Jermain Taylor, foi preso na quarta-feira, após novas evidências sobre um antigo caso que veio à tona. A prisão ocorreu, no condado de Pulaski, localizado no estado de Arkansas (EUA), quando o pugilista foi acusado de agressão com agravante, ameaça terrorista e violência doméstica contra a então namorada.
De acordo com o site ‘TMZ Sports’, em Agosto, Taylor foi preso por ser acusado de agredir e ameaçar de morte a namorada. No entanto, o pugilista que também é dono de uma medalha olímpica, recebeu a ordem de soltura depois de pagar fiança, no valor de 15 mil dólares.
Quando em actividade, Jermain conquistou os cinturões dos pesos-médios (73 kg) das quatro principais organizações de boxe – WBA (Associação Mundial de Boxe), WBC (Conselho Mundial de Boxe), WBO (Organização Mundial de Boxe) e IBF (Federação Internacional de Boxe). Porém, perdeu os títulos para Kelly Pavlik, em 2007, antes de  aposentar-se em 2014.
Aos 40 anos, Jermain Taylor fez história em 2005, ao derrotar Bernard Hopkins e acabar com seu reinado de 12 anos, como campeão dos pesos-médios. O pugilista também ganhou notoriedade, ao conquistar uma medalha de bronze, nos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000. Ao longo da carreira profissional, acumulou 33 triunfos, quatro derrotas e um empate.