Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Joo Feliciano supera adversrios

23 de Fevereiro, 2015

Feliciano cortou a meta com muita antecedncia em relao ao perseguidor Jlio Mendes

Fotografia: Jos Cola

O atleta da classe T11 (deficientes visuais), João Feliciano, da província do Bié, conquistou ontem a décima edição da Taça José Sayovo, com o tempo de 36min50s, na prova de dez quilómetros disputada na Marginal de Luanda. João Feliciano é atleta ao serviço da selecção nacional, que em Março vai disputar o meeting internacional de Tunis, na Tunísia, qualificativo aos Jogos Paralímpicos de 2016.

Júlio Mendes, da província de Malanje e colega de selecção de Feliciano, quedou-se na segunda posição com o tempo de 37min50s41. Albino Narciso, da província do Uíge, foi terceiro classificado com 38min14s, seguido de Bernardo Lopes, do Huambo, com 38min27s, e de Benvindo António, da Lunda-sul, com 38min.

Na classe T46 (deficientes de membros superiores), Alberto Lussase, da província do Bié chamou a si a vitória com o tempo de 34min25s. Na segunda posição ficou Silvestre Ngula, da província da Huíla, com 35min08s. Alberto José, da província de Malanje, foi o terceiro classificado com 36min02s.
Fora do pódio ficaram Aloíso Bento, do Cuando Cubango, com 36min16s e Fernando António, da Huíla, com 37min04s.

FEMININO
Na classe conjunta T11 e T12,  Conceição Faria, da província de Malanje, foi a vencedora da Taça Sayovo, com o tempo de 43min17s. Na segunda posição ficou Befília Mbuio, da província do Bié, com 44min47. Adelaide Fernanda, do Namibe, ficou na terceira posição com 46min36s.Nas posições subsequentes, Anita Ngueve, do Huambo, quedou-se na quarta posição com 46min52s, seguida de Mariana dos Santos, do Huambo, com 51min18s.Na classe T46, Azenaide Borge, da província de Malanje, venceu a corrida, seguido de Filomena Matos e Maria Manuel, ambas da província de Benguela.

TRICICLO
Em triciclo convencional, António Monteiro, da província de Luanda, foi o mais rápido com o tempo de 22min03s, seguido de Gino António, da província do Bengo, com 26min43s e de José Sampaio, da província de Luanda, com 27min24s. Na classe de triciclo manual, André Chipewa, da província do Huambo, venceu a prova com o tempo de 19min59s.

Alcides Festo, também do Huambo, ficou em segundo lugar com 20min42s e Jonas Kaíta, da província de Luanda, quedou em terceiro com 23min13s.
Em feminino, Alice Ngueve, da província do Huambo, venceu com 20min59s, secundada por Marquinha Matos, da província de Luanda, com 21min16s e de Adelina Alberto, do Bengo, ficou na terceira posição com 23min50s.

A Taça Sayovo contou com a participação de atletas de 17 províncias do país (excepto Cabinda). A competição foi instituída em 2005 pelo Ministério da Juventude e Desportos em parceria com o Comité Paralímpico Angolano, em homenagem aos feitos do velocista José Sayovo, triplo recordista paralímpico nos Jogos de Atenas (Grécia) em 2004.