Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Jogos da Marinha de Guerra terminam hoje

Melo Clemente - 02 de Agosto, 2013

General Geraldo Sachipengo Nunda vai proceder ao encerramento dos jogos

Fotografia: Jornal dos Desportos

Antes da cerimónia que marca o fim dos IV Jogos, prova que apura os representantes deste ramo das Forças Armadas Angolanas para os Jogos Militares do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas, a decorrer em Setembro próximo, na província do Huambo, o Comité Organizador realiza uma prova pedestre de dez quilómetros.

A Região Naval Norte (que abrange as províncias de Cabinda e Zaire), Região Naval Sul (Benguela e Namibe) e Esquadra Naval Operacional (representando Luanda e Unidade do Ambriz), com um total de 500 atletas, movimentaram durante 12 dias a pequena vila do Soyo, que acolheu pela segunda vez os Jogos Militares da Marinha de Guerra Angolana.

O basquetebol, andebol, xadrez, futebol onze, futsal, atletismo, voleibol, tae-kwon-dó, superação de obstáculo, triatlo militar, judo e orientação técnica fizeram parte dos IV Jogos Militares da Marinha de Guerra.

A edição número quatro dos Jogos Militares da Marinha de Guerra Angolana ficou marcada sem sombras de dúvidas com a participação, pela primeira vez, de atletas do sector feminino, inovação que o Comité Organizador pretende manter nas próximas edições, disse Manuel Caleia.

“Foi uma experiência muito boa. As nossas colegas surpreenderam-nos pela positiva, apesar de participarem pela primeira vez. Depois desta experiência a participação delas é um facto em todas as edições dos Jogos Militares da Marinha de Guerra”, alertou Manuel Caleia, um dos membros do Comité Organizador.
A Unidade do Ambriz dominou os IV Jogos Militares da Marinha, ao conquistar 14 medalhas de ouro, dez de prata e oito de bronze, seguido da Esquadra Naval Operacional, com oito medalhas de ouro, seis de prata e duas de bronze. A Região Naval Sul e Região Naval Norte ocuparam as posições imediatas, com seis de ouro, duas de prata e sete de bronze, três de ouro, sete de prata e oito de bronze.

A Esquadra Naval Operacional dominou no basquetebol feminino, ao conquistar o primeiro lugar, seguido da Unidade do Ambriz. Em masculinos a vitória coube à Esquadra Naval Operacional, seguida da Região Naval Norte.




Região Sul
Força Aérea
prepara prova


A preparação dos efectivos da Força Aérea Nacional, com vista à participação nos Jogos Desportivos Militares das Forças Armadas Angolanas, de 15 de Agosto a 17 de Setembro, na cidade do Huambo, decorre sem sobressaltos.

Para o efeito, o Comité Desportivo da FAN escolheu a Região Aérea Sul para preparação das equipas do ramo, em distintas modalidades que se esmeram em busca de melhores performances.

Assim, 283 atletas, distribuídos em várias modalidades (futebol de 11, futsal, atletismo, voleibol, andebol, tae-kwon-dó, boxe, natação, ténis de mesa e xadrez), em ambos os sexos, para além dos desportos militares, trabalham com afinco.

O processo de preparação dessas disciplinas, segundo o coronel Tara Neves, coordenador da Comissão Técnica do Comité Desportivo da FAN, foi distribuído em três cidades da Região Aérea Sul, nomeadamente, Lubango, com as modalidades de atletismo, tae-kwon-dó e ténis de mesa; Namibe, com voleibol, futebol de 11 e boxe, Catumbela com andebol, natação e xadrez, em ambos os sexos. O responsável disse que vários contactos foram feitos com as autoridades afins para a utilização das infra-estruturas no sentido de se obter dos atletas o rendimento competitivo que se impõe.

Tara Neves avançou ainda que a perspectiva do comando da FAN “é a melhoria das classificações anteriores passando pela conquista do maior número de medalhas nas distintas modalidades”.

Nos dias que antecedem o início dos Jogos, técnicos e atletas trabalham de forma árdua em busca de melhores níveis de preparação.
Morais Canâmua, no Lubango.

A caravana desportiva da FAN aos Jogos Desportivos Militares das FAA chega ao Huambo no próximo dia 10 de Agosto. Morais Canâmua, no Lubango.