Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Jogos de Inverno comeam amanh

08 de Fevereiro, 2018

Os Jogos de Inverno da Coreia do Sul levam mais de dois mil atletas cidade de Pyeong Chang

Fotografia: Daniel LEAL-OLIVAS / AFP

A Coreia do Sul vive, intensamente, o espírito olímpico com a realização, a partir de amanhã, da 23ª edição  dos Jogos de Inverno na cidade de Pyeong Chang, a  maior em toda história em número de atletas, e que se prolonga até ao próximo dia 25.
A abertura oficial do evento acontece na sexta-feira (9), a partir das 13h00. A competição reúne 2.925 atletas de 92 países para competirem em sete desportos diferentes.
As modalidades, com 102 finais, estão dividas em 15 disciplinas: patinagem artística, patinagem de velocidade, patinagem de velocidade em pista curta, esqui alpino, cross-country, estilo livre, combinado nórdico, salto com esqui, snowboard, bobsleigh, skeleton, luge, curling e hóquei no gelo.
O evento ainda será marcado pelo carácter diplomático. O COI (Comité Olímpico Internacional) mediou a reunião entre os dois países da península coreana, que vivem sob clima de tensão desde a Guerra das Coreias, ocorrida entre 1950 e 1953.
A Coreia do Norte enviará 22 atletas ao evento. Coreia do Sul e Coreia do Norte vão desfilar conjuntamente na cerimónia de abertura. Além disso, a equipa feminina de hóquei será formada por jogadoras de ambas Coreias.
Outro destaque é a ausência da Rússia por violações de doping na Olimpíada de Inverno de Sochi, em 2014. O COI seleccionou alguns competidores russos, chamados de \"Atletas Olímpicos da Rússia\", que poderão participar do evento, mas não defenderão bandeira, nem ouvirão o hino nacional em caso de pódio. No capítulo das individualidades, a irmã do líder norte-coreano, Kim Jong-Un, vai deslocar-se à Coreia do Sul para os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeong  Chang, anunciou o sul-coreano da Unificação.
Kim Jong Yo, que recentemente se juntou ao partido único do país, fará parte da delegação de alto nível esperada na sexta-feira na Coreia do Sul e que será liderada pelo chefe de estado honorário da Coreia do Norte.

BRINDES
Os atletas norte-coreanos e iranianos que participam nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeong Chang não tiveram direito ao telefone de gama alta que a Samsung oferece como presente a todos os desportistas.
Esta é uma consequência das sanções que a ONU aplicou aos dois países.\"Os norte-coreanos e iranianos não têm direito ao presente devido às sanções da ONU\", disse à AFP um porta-voz do Comité Organizador dos Jogos de Inverno.
Os telemóveis, uma \"edição olímpica\" especial, com valor de 920 dólares (743 euros), podem ser classificados na categoria de mercadorias de luxo proibidas pela ONU, explicou a fonte.