Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Jogos sem fronteiras encerram no Kilamba

Melo Clemente - 03 de Setembro, 2016

Angola está representada no evento com treze jogadores sete masculinos e seis femininos

Fotografia: Mota Ambrosio

Duas partidas de estrelas africanas, em ambas as classes, marcam hoje sábado, no Pavilhão Arena do Kilamba, em Luanda, o último dia da XIV edição do campus de férias de basquetebol sem fronteiras, evento que arrancou no dia 31, com objectivo de descobrir novos talentos que almejam jogar, num futuro breve, na maior Liga de Basquetebol do Mundo, a NBA.

No intervalo de cada partida, o primeiro começa às 11h00, acontece a final de lançamento de três pontos, considerado igualmente um dos momentos mais alto do campus de férias de basquetebol sem fronteiras, actividade que acontece pela primeira vez em solo pátio.

Em número de 87 jovens, em representação de 27 países do continente africano, participam desde o dia 31 de Agosto, na XIV edição do campus de férias, evento promovido pela Helmarc Arena, empresa de direito angolano, em parceria com a NBA África, Ministério da Juventude e Desportos e Federação Angolana de Basquetebol (FAB).

Angola participa no referido evento com 13 jovens,  sete masculinos e seis femininos. Trata-se de Glofate Buiamba, Edmilson Inglês, Dideltino Américo, Délcio Sebastião, Gelson Sebastião, Malcon Tungo, Wilson Ambrósio, Cornélia Sebastião, Irene Cavemba, Geovana Gueve, Antónia Luís, Maria Margarida e Graciete Vaz.

Durante os primeiros três dias, os 87 jovens mostraram as suas habilidades perante os conceituados técnicos da liga norte-americana, que hoje fazem a prospecção dos 30 atletas, em ambos os sexos, que em 2017, vão ingressar em universidades dos Estados Unidos da América, a fim de realizarem o sonho de ingressar na NBA.

O terceiro e último dia de competição, do campus de férias de basquetebol sem fronteiras, começa às 10h00, com as antigas estrelas da WNBA, com realce para a senegalesa, Astou Ndiaye para além da norte -americana, Jenn Lacy, respectivamente.

Entretanto, a XIV edição do campus de férias está a ser prestigiada, sem sombras de dúvidas, com a presença da lenda do basquetebol mundial, Dkembe Mutombo, atleta nascido na República Democrática do Congo, e com passagem por mais de quatro equipas na NBA.

Seleccionado em quarto, da geral da NBA Draft em 1991, pela equipa do Denver Nuggets, Mutombo, actual embaixador da NBA Cares, foi considerado por quatro ocasiões, jogador defensivo do ano, oito vezes eleito na equipa das estrelas da NBA, seis vezes da equipa defensiva de sempre, primeiro estreante a fazer parte da equipa base da NBA.

Dikembe Mutombo representou as cores do Denver Nuggets (1991-1996), Atlanta Hawks (1996-2001), Philadelphia 76ers (2001-2002), NewJersey Nets (2002-2003), New York Knicks (2003-2004) e Housten Rockets (2004-2009).

Ao longo da sua carreira brilhante na NBA, Mutombo anotou 11, 729 pontos, captorou 12, 359 ressaltos e 3, 289 bloqueios.

Entre as altas figuras da NBA, destaque ainda para Masai Ujiri, presidente e director geral de operações de basquetebol dos Toronto Raptors, equipa que contratou o angolano Yanick Moreira, visando a pré-época 2016/2017.


RECONHECIMENTO
Tunisino Salah Mejri
radiante com campus


O poste tunisino Salah Mejri, dos Dallas Mavericks da NBA, mostrou-se radiante com nível organizacional da XIV edição do campus de férias de basquetebol sem fronteiras, actividade que decorre pela primeira vez em Angola, com a participação de 87 jovens, oriundos de 27 países do continente africano.

"A XIV edição do jogos sem fronteiras, decorrem sem qualquer constrangimento. Vocês,  angolanos estão de parabéns, pelo nível organizativo que estão a proporcionar nestes jogos. Fomos muito bem recebidos e as actividades têm decorrido dentro do planeado, e espero muito sinceramente, que dos 30 atletas a serem filtrados, Angola esteja muito bem representada", augurou o “carrasco” da Selecção Nacional de basquetebol, que em 2011, no Campeonato Africanos das Nações de Antananarivo, capital do Madagáscar, perdeu a final diante da congénere da Tunísia, num prélio onde a torre tunisina foi um dos principais obreiros daquela conquista.

Salah Mejri fez saber por outro lado, que vai estar presente no Campeonato Africano das Nações de 2017, competição a ser disputado na República do Congo Brazzaville.
"Nós queremos vencer em 2017, logo, estaremos no máximo da nossa força, no sentido de vencermos o nosso segundo título africano", alvitrou o poste.

Questionado sobre os principais opositores, Mejri apontou Angola, como a principal opositora, dado o domínio que leva no continente que perdura a mais de 20 anos.

"Angola é sempre o principal adversário de qualquer selecção no nosso continente", finalizou.


SOLIDARIEDADE
Jogadores e convidados
visitam alguns orfanatos

Inserido no âmbito da responsabilidade social, jogadores e convidados da NBA visitaram alguns orfanatos e escolas, sediados na capital do país.

Os ilustres convidados interagiram com os petizes, das respectivas instituições,  participaram de projectos de remodelação do campus,  doaram itens fundamentais para os orfanatos, incluindo materiais de arte, equipamento de basquetebol, material escolar e de propaganda da NBA.

Entre os vários jogadores que fazem parte da XIV edição  do campus de férias de basquetebol sem fronteiras, destaque para Bismack Biyombo, dos Orlando Magic, atleta nascido na República Democrática do Congo, Luc Mbah A Moute, dos Los Angeles Clippers,  atleta nascido nos Camarões, Olumide Oyedeji, nigeriano de nacionalidade, para além de Thabo Sefolosha, do Atlanta Hawks, Eric Bledsoe, Phoenix Suns, Cody Zeller, dos Charlotte Hornets.
M.C