Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Jorge Lorenzo está descrente

23 de Setembro, 2016

Jorge Lorenzo foi o grande derrotado no Grande Prémio de San Marino e da Riviera de Rimi

Fotografia: AFP

Jorge Lorenzo foi o grande derrotado no Grande Prémio de San Marino e da Riviera de Rimi,  mas nem por isso deixa de celebrar o resultado obtido em Misano. Terceiro classificado, o espanhol voltou ao pódio na Itália e quebrou uma sequência negativa na época'2016.

Apesar das grandes expectativas em Misano, "finalmente pôde voltar ao pódio", depois de "algumas corridas ruins”.

Em declarações à imprensa, Jorge Lorenzo assegurou que, em Misano, trabalharam "realmente bem", durante o fim de semana, mas, no fim, "Dani e Vale foram mais rápidos”.

“Pelo menos, conseguimos outro pódio e encontramos um caminho em relação ao acerto da moto”, comentou.

Às vésperas do GP de Aragão, Jorge Lorenzo destacou que nem sempre a Yamaha YZR-M1 se adapta bem ao MotorLand, mas apostou na imprevisibilidade da época'2016 para buscar um bom resultado.

“Agora é hora de ir para Aragão. Esta pista nunca se adapta perfeitamente à nossa moto, mas, ao longo dos últimos anos, conseguimos vencer algumas vezes. Então, nunca se sabe, especialmente, porque nessa época, com os novos pneus, tudo é desafiador e complicado”, apontou.

Jorge Lorenzo asseverou o desejo na prova: “Estou ansioso para lutar em casa e vou tentar saborear a vitória outra vez”.


MOTOGP
Iannone torce por
autorização médica


Vetado pelos médicos no Grande Prémio de San Marino e da Riviera de Rimini, a contra gosto do director-médico da MotoGP, Andrea Iannone espera conseguir a autorização para correr em Aragão neste fim de semana.

Durante a passagem da MotoGP por Misano, Andrea sofreu uma queda e fracturou a vértebra T3. O médico do circuito, que tem a palavra final nesse casos, decidiu impedir a participação do piloto da Ducati na corrida, mesmo com a forte oposição do Dr. Ángel Charte.

Depois de alguns dias de descanso, Andrea Iannone vai seguir para o MotorLand esperançoso em correr, mas sem esconder que ainda sente dores nas costas.

“Ao longo dos últimos dias, dei o meu melhor para me recuperar durante o descanso, após a queda em Misano, mas ainda tenho um pouco de dor nas costas”, contou Iannone.

O jovem piloto disse que vai esperar pelos comentários dos médicos em Aragão, mas "com a certeza de tentar correr e fazer o melhor, como sempre". Para o efeito, diz contar com a boa forma e controlar a dor.

"Esse pode ser um circuito positivo para nós, tendo em conta a óptima corrida que tivemos aqui no ano passado”, concluiu.