Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Jos Armando Sayovo surpreende o mundo

07 de Abril, 2021

Fotografia: DR

O atletismo paralímpico é, talvez, das modalidades que mais brilharam nos dezanove anos de Paz efectiva. Depois de ter dado os primeiros passos na década de 90, Angola viria a afirmar-se no contexto das grandes Nações em 2004, dois anos depois da assinatura do acordo de Paz.
Vindo das FAPLA, onde perdeu a visão, ao serviço da Nação, José Armando Sayovo viria a surpreender o mundo com a conquista de três medalhas de ouro nos 100, 200, e 400 metros, nos Jogos Paralímpicos de Londres.
Mais tarde, o velocista angolano passou a dominar o continente africano a par do seu companheiro de selecção, Octávio dos Santos.
Em face das conquistas conseguidas, quer a nível dos campeonatos africanos, quer a nível dos campeonatos do mundo, José Sayovo tornou-se numa marca do País.

Em 2008, os paralímpicos voltaram a brilhar nos Jogos Paralímpicos de Pequim, onde mais uma vez Sayovo foi a grande figura, ao conquistar três medalhas de prata na especialidade dos 100, 200 e 400 metros. Em Março, Selecção Nacional de Atletismo brilhou no Meeting Internacional da Tunísia, em que conquistou cinco medalhas de ouro e outras tantas de bronze e prata.
Os Jogos Paralímpicos de 2012, em Londres, testemunhou a despedida de José Sayovo, estrema maior do ateltismo paralímpico.