Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

José Borges vence provincial

?lvaro Alexandre - 06 de Março, 2017

Olga da Costa, da Macovi Sport Clube, e Clementina Martins, da Academia de Xadrez do Golfe.

Fotografia: Paulo Mulaza

O xadrezista José Borges, da Academia de Xadrez do Golfe, conquistou nas instalações da Federação Angolana de Xadrez (FAX), o campeonato provincial masculino de su-16, ao somar sete pontos. Grimaldo dos Santos, da Macovi Sport Clube, terminou a prova igualmente com 7 pontos.

José Borges confirmou a conquista da prova, despachou na VIII e última ronda o xadrezista Valdemar Luís. Também valeu-se da melhor performance, e no final reuniu um percentual de 41,5 por cento contra 40,5 por cento de Grimaldo dos Santos. Bruno Costa venceu  Carlos Baltazar, Avelino Bunga levou da melhor no tabuleiro diante de Sebastião Neto e Josemar dos Santos triunfou diante de Santiago Silva.

Márcio Filipe sofreu derrota diante de Grimaldo dos Santos, Alexandre Gomes perdeu com o Domingos Júnior , Miguel Bessa foi derrubado pelo opositor Marciano André, Kito Boca não evitou a derrota diante de Ariclenes Filipe, Dionísio Sebastião foi batido pelo adversário Lutuima Amaro, e Milton Bunga empatou com o Higino Fernando. O provincial é de  8 jornadas, contou com 56 participantes.

A classificação foi a seguinte: José Borges, da Academia de Xadrez do Golfe, com 7 pontos, Grimaldo dos Santos, da Macovi Sport Club, com 7 pontos, Domingos Júnior, da Macovi Sport Clube, com 6,5 pontos, Marciano André, da Macovi Sport Clube, com 6 pontos,  Márcio Filipe , da Macovi Sport Clube, com 6 pontos, Bruno Costa, da Macovi Sport Clube, com 6 pontos, Valdemar Luís, da Macovi Sport Clube, com 5,5 pontos, Ariclenes Filipe, da Macovi Sport Clube, com 5,5 pontos, Nuno Mendes, da Macovi Sport Clube, com 5 pontos, Higino Fernando, do Núcleo do Prenda, com 5 pontos, e Lutuima Amaro, da Academia de Xadrez do Golfe, com 5 pontos.

FEMININO
A atleta Luzia Pires, do Polivalente Aldanuel, sagrou-se na sala de jogo do órgão reitor da modalidade no país, campeã provincial de xadrez de Luanda, de sub-16.

A xadrezista Luzia Pires provou que não tem adversárias à altura. A representante do Polivalente do Palanca esteve invicta. As oito atletas derrotadas, foram : Yara Paixão, da Macovi Sport Clube, Janeta Domingos, da Academia de Xadrez do Golfe, Rosa Fernandes, do Polivalente Aldanuel, Ednásia Júnior, da Macovi Sport Clube, Ana dos Santos, do Progresso do Sambizanga, Telma Fernando, da Macovi Sport Clube, Olga da Costa, da Macovi Sport Clube, e Clementina Martins, da Academia de Xadrez do Golfe.

Jogo Ciência
Ferroviário da Huíla
mantém hegemonia


Os xadrezistas do Clube Ferroviário da Huíla demonstraram ontem,  a sua supremacia no torneio de abertura da modalidade, da temporada desportiva 2017, ao vencer nas categorias de juvenis e juniores, em masculino. Com algumas surpresas, o torneio disputou-se de 18 de Fevereiro a 4 do corrente mês, sagrou vencedor nos escalões de juvenis, o atleta do Clube Ferroviário da Huíla, Alberto Teixeira, que derrotou na última jornada o seu colega de equipa, Berlindo Tomás, por 1-0, totalizou no cômputo geral 16 pontos.

 A terceira posição coube a João Estrela, também do Clube pertencente aos Caminhos de Ferro de Moçâmedes, com 10 pontos. Os seus companheiros de equipa, Eduardo Edgar e António Tomé, ficaram em quarto e quinto lugares, respectivamente, somaram 9 e 8 pontos cada.

 Para a categoria de juniores, a proeza sorriu a Zeferino Mulangui, do Clube Ferroviário da Huíla, com 16 pontos. Na última jornada da competição, Zeferino Mulangui derrotou o seu colega de equipa, Osvaldo David, por 1-0, que foi relegado para o terceiro posto, com 14 pontos.

O sempre favorito xadrezista, nas conquistas de trofeus em competições locais, Paulo Cabuco, saiu em segundo lugar, com 15 pontos. Osnilques Kaquebo e António Mulangui, ocuparam as posições seguintes, com 10 e 6 pontos cada, foram as decepções do torneio.

 O evento promovido pela direcção do Clube Ferroviário da Huila, disputou-se no sistema suíço a sete jornadas,  contou com a participação de 30 atletas em representação da escola Baptista, escola nº 50, núcleo do Sport Clube Macovi da Huíla, e de jogadores do grémio organizador.

 Manuel Pereira, treinador de xadrez do Clube Ferroviário da Huíla, enalteceu os níveis técnicos e competitivos patenteados na prova, por terem sido satisfatórios.