Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Justin Gatlin quebra recorde de pista em Roma

06 de Junho, 2015

Usain Bolt vai ter muito trabalho, se quiser conquistar o título mundial dos 100 metros em Pequim (China), em Agosto. Na quinta-feira, o norte-americano Justin Gatlin, voltou a mostrar que é forte candidato ao ouro. Em Roma, quebrou o recorde da pista, que era de Bolt, para vencer a etapa italiana da Diamond League com o tempo de 9s75.

A marca só não é a melhor da temporada 2015, porque o próprio Gatlin venceu a etapa de Doha (Qatar) da Diamond League em 9s74. Longe dele, o segundo do mundo é o jamaicano Asafa Powell (9s84), com o norte-americano Tyson Gay (9s88) a ocupar o terceiro lugar do ranking. Bolt só correu os 100m uma vez este ano, num evento de exibição no Rio.

Em Roma, apesar da prova contar com um elenco estrelado, só dois atletas, além de Gatlin, correram abaixo dos dez segundos: o francês Jimmy Vicaut (9s98) e o norte-americano Mike Rodgers (9s98). O jamaicano Nesta Carter foi quarto (10s06) e Kim Collins, de São Cristóvão & Neves fechou em quinto (10s07).

OUTRAS PROVAS
No salto triplo, o Pedro Pablo Pichardo freou sua evolução, mas venceu com 17,96m, recorde do campeonato. Pouco para quem saltou 18,08m há uma semana, em Havana, mas muito para a história da prova. O salto, afinal, é o 13º de todos os tempos. Só este ano, Pichardo já fez cinco dos 15 melhores saltos da história. Em Roma, o pódio do salto triplo foi todo cubano, com Pichardo, Alexis Copello (17,15m) e Erneto Revé (16,89m).

No salto em altura, a croata Blanka Vlasic foi superada pela espanhola Ruth Beitia, que assumiu a liderança do ranking mundial com 2,00m. Nos 800m, o etíope Mohammed Aman é que fez a nova melhor marca do mundo: 1min43s56. Todos os dez primeiros colocados da prova fizeram o seu melhor resultado do ano.