Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Kabuscorp confirma estrangeiros

Silva Cacuti - 08 de Dezembro, 2014

Líder do clube do Palanca garantiu presença de Stanley Biwott e Priscah Jeptoo

Fotografia: José Cola

O presidente do Kabuscorp, Bento dos Santos "Kangamba", confirmou a presença dos atletas vencedores da última edição da tradicional corrida do fim de ano, denominada São Silvestre de Luanda, na sua 59ª edição, para representar a equipa do Palanca. Trata-se dos quenianos Stanley Biwott (masculino) e Priscah Jeptoo (feminino), que triunfaram com os tempos de 28:31 e 32:10 minutos.

Em declarações à Angop, Bento Kangamba anunciou, igualmente, a vinda de outros dois estrangeiros, assim como vai, pela primeira vez, apostar num grupo de atletas angolanos, cujo número e nomes não revelou. "Pensamos este ano em apostar também nos atletas nacionais, apesar de existir maior favoritismo para os concorrentes estrangeiros, mas devemos criar uma prova mais competitiva e tornar possível que os angolanos lutem pelos lugares cimeiros", sublinhou.

Face ao cariz da prova, de nível internacional, Bento Kangamba defende maior dedicação e esforços dos organizadores da competição.A corrida São Silvestre começou a ser disputada em Angola em 1954. Em 1985, passou a designar-se Demósthenes de Almeida, em memória do impulsionador do atletismo nacional.Em 2002, a prova tornou a denominar-se São Silvestre.

Quanto à presente edição, a Federação Angolana de Atletismo confirmou 91 atletas de 21 países, sendo o Quénia, com 38 elementos, dos quais 23 homens, o país com maior número de concorrentes, seguido pela Etiópia, com 15 masculinos e 14 femininos.Inscritos estão também a Eritreia (1), Portugal (2), Brasil, Congo Brazzaville e Uruguai (2), Cabo Verde, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Malawi, Uganda, Ruanda, África do Sul, Uruguai e Lesoto, todos com um corredor masculino.Marrocos é representado por três atletas (dois masculinos e uma mulher), Eslovénia e Namíbia (com uma mulher cada) e Macau (com dois homens).

ATLETISMO   PREPARAÇÃO DA PROVA DE FIM DE ANO
Chioco quer pré São Silvestre


O benguelense Fernando Chioco, vencedor da primeira edição do Grande Prémio Correios de Angola, disputado ontem para assinalar o 216º aniversário dos Correios de Angola, espera que a organização da 59ª edição da corrida de fim de ano reveja o seu posicionamento em relação à realização da habitual corrida pré-São Silvestre. O evento corre dias antes da grande prova internacional, com o objectivo de avaliar a prontidão das estruturas organizativas e os atletas angolanos.

Chioco falava depois de ter cronometrado 30min48s no percurso de dez quilómetros do Grande Prémio Correios de Angola. O fundista realçou que a mesma prova também se insere na preparação para a São Silvestre."Esta prova foi boa, serviu para ver os níveis de resistência e avaliar o que temos de trabalhar mais. Sugiro que na próxima edição aprova seja realizada no percurso da São Silvestre. Temos tido uma pré-São Silvestre, mas este ano não se ouve nada. Era bom correr no percurso para sabermos como estamos e em que podemos melhorar. Peço à organização que reveja esta questão", disse.

Sem ter ligação a nenhum clube, Fernando Chioco firma os seus créditos correndo como popular. No Grande Prémo Correios de Angola, superou atletas federados do Petro de Luanda, 1º de Agosto e Interclube.Na segunda posição, dois minutos depois, ficou Avelino Sanganhala, do 1º de Agosto, e Lourenço António fechou o pódio.

Na classe feminina, Arcília Pinto, do 1º de Agosto, foi a grande vencedora ao correr a prova em 40min43s, seguida pela companheira de equipa, Madalena Correia, e de Emília Kiala, do Ferrovia. O Grande Prémio Correios de Angola inscreveu 64 corredores, entre trabalhadores da empresa postal, populares, federados, estrangeiros e paralímpicos.O tiro de largada foi dado na Avenida Mortala Mohamed, junto ao antigo Jardim Zoológico, na Ilha de Luanda. Os corredores seguiram o sentido ascendente até contornar o Ponto Final e tomaram o sentido descendente, em direcção à Avenida 4 de Fevereiro. A prova terminou no Largo Fernando Coelho da Cruz, em frente à sede da empresa aniversariante.

CORREIOS DE ANGOLA
GARANTE CONTINUIDADE

O Grande Prémio Correios de Angola é uma prova que consta do calendário do atletismo angolano, segundo garantias de Luísa Andrade, PCA dos Correios de Angola, à margem da primeira edição da prova disputada ontem."Os Correios de Angola têm estado ligados ao desporto. Por isso, esforçamo-nos para a realização desta pré-São Silvestre que é só a primeira edição de muitas que vamos organizar.

Queremos que a prova tenha continuidade; vamos torná-la uma rotina que pode evoluir para um evento de carácter nacional", prometeu.Ontem foi disputada igualmente a segunda edição do Grande Prémio Correios de Angola, em Ciclismo, uma prova de circuito fechado, nas imediações da sede da empresa aniversariante.

SÃO SILVESTRE
Novos pontos fixos
estimulam inscrições


Os interessados em correr na prova de fim de ano, a São Silvestre, têm, a partir de hoje, novos pontos para se inscreverem, segundo apurou o Jornal dos Desportos de uma fonte da organização da competição angolana.As inscrições, que eram feitas apenas na Federação Angolana da modalidade, estão agora abertas nas sete lojas da empresa NCR, no Largo da Independência e na Marginal de Luanda.Para se inscrever, os interessados devem fazer-se acompanhar do Bilhete de Identidade ou cópia, preencher a ficha de inscrição e pagar 500 kwanzas.

Outros pontos de inscrição podem estar abertos a partir de quarta-feira, nomeadamente, junto às Administrações do Cacuaco e do Cazenga, segundo a nossa fonte. Em Viana, o ponto de inscrições vai estar instalado junto à Casa da Juventude. As inscrições decorrem até ao dia 27 de Dezembro.Quanto aos atletas estrangeiros já foi cumprido o tempo de inscrições. Este ano, o tiro de largada da prova passou para as 18h00, contrariamente às 17h00 habituais.Amanhã, segundo a nossa fonte, está previsto um encontro entre a comissão organizadora da prova e as estruturas do Governo Provincial de Luanda (GPL). No encontro vão ser avaliados os trabalhos das distintas comissões, com realce para a de segurança, logística e alojamento. O estado do percurso é outro tema que vai merecer abordagem durante a reunião a ter lugar na sede do Governo Provincial de Luanda.
SILVA CACUTI