Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Kambas dominam BTT Angola

Pedro Futa - 07 de Outubro, 2019

Um atleta que no quis ser identificado sofreu um acidente durante a prova e afectou a clavcula direita. A equipa mdica disse que no nada grave.

A equipa dos Kambas formados por angolanos dominou a última prova do circuito de bicicletas de todo terreno \"BTT ALLSTARS\", em ambos os sexos, que decorreu ontem, na Comuna da Funda,  município de Cacuaco. O angolano Vagner Chiquita venceu a maratona num percurso de 77 quilómetros com o tempo de 3h41min, seguido do colega de equipa, Euclides Chingui (3h42min) e de Xiri Nascimento, da Gicate Scott (3h49).
Na meia-maratona, João André, dos Kambas da bicicletas, venceu a prova ao perfazer os 50 quilómetros em 2h11min, seguido do colega de equipa, Kiambote João (2h12min) e de Odilson Santos, da Mocobikers do Huambo (2h13min).

 FEMININO
A atleta dos Kambas da bicicleta, Analtina Teixeira, de 17 anos, conquistou a medalha de ouro com o tempo de 2h10 na meia -maratona, seguida de  Patrícia Teixeira, individual (02h15min), e da Axelle Puga, de França (02h20min).
Em declarações ao Jornal dos Desportos, o presidente da equipa dos Kambas da bicicleta, José Crispim, mostrou-se regozijado e  pensa em competições internacionais.
\"Estou feliz pela conquista, pois, dominámos a prova em todos os sectores. Agora, estamos a pensar em competir noutros países de África ou da Europa\", disse.
José Crispim disse ainda que o objectivo é apostar na massificação da modalidade.
\"Temos muitos jovens na delinquência a consumirem drogas no Zango e na Centralidade do Sequele. Temos como objectivo manter-lhes ocupados e a massificar a BTT. Nesse momento, temos 32 atletas de várias idades e recebemos apoio da empresa Construtel. Queremos mais parcerias\", explicou.
Analtina Teixeira mostrou-se emocionada pela conquista e falou sobre as dificuldades durante a prova.
\"Estou muito feliz pela conquista da medalha de ouro. Não foi uma prova fácil, devido ao calor, às montanhas e ao lixo durante o percurso\", explicou a campeã de 17 anos.   
O responsável da organização, Gonçalo Anacoreta, fez um balanço positivo e perspectivou melhorias nas próximas edições.
\"O balanço é positivo. No sexto ano consecutivo de BTT, sentimos o crescimento da modalidade. Apesar da crise, tivemos mais participantes do que no ano anterior. O objectivo é melhorar\", disse.
Gonçalo Anacoreta disse ainda que o clima foi o principal obstáculo dos atletas.
\"O clima não ajudou. Estava muito quente e prejudicou, de certa forma, o desempenho dos atletas e da assistência formada pela população da Funda\", frisou.
O responsável disse ainda sobre a responsabilidade social da ALLSTARS.
\"A ALLSTARS tem como principal objectivo a responsabilidade social. Através das Havaianas Angola, oferecemos calçados a mais de 70 crianças da comuna da Funda\", disse.
Um atleta que não quis ser identificado sofreu um acidente durante a prova e afectou a clavícula direita. A equipa médica disse que não é nada grave.