Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Kerber conquista Wimbledon

15 de Julho, 2018

De forma surpreendente em jogo realizado na quadra central ontem, sábado, a alemã Angelique Kerber “deu o troco” e bateu Serena Williams por 2 sets a 0, nos parciais de 6/3 e 6/3, e conquistou pela primeira vez na carreira o torneio de Wimbledon.
 Enquanto Serena Williams buscava a primeira conquista de um Grand Slam após ser mãe e ficar um ano fora do circuito, a alemã tinha \"engasgada\" a decisão de 2016 do torneio mais tradicional de ténis.
 Na ocasião, ela foi derrotada pela norte-americana. Desta vez, de forma muito segura, a agora número 4 do mundo (que também já esteve no topo ranking) saiu vencedora.
 Apesar do resultado, Williams (181ª do ranking), que naturalmente dispensou no ranking na última temporada, vai, agora, subir em termos de projecção: atingirá o grupo das 30 melhores tenistas do mundo – com o vice-campeonato, assumirá a 28ª posição na próxima actualização da WTA, marcada para amanhã, segunda-feira (16).
 Para voltar a actuar em alto nível, e disputar a primeira final de Grand Slam desde que se tornou mãe, Serena Williams acabou por abdicar, sem querer, de um marco importante da filha. A ex-número 1 não viu Alexis Olympia Ohanian Jr. dar os primeiros passos, e chorou. “Ela deu seus primeiros passos... eu estava a treinar e perdi. Eu chorei”, escreveu a norte-americana, na sua conta pessoal no Twitter, durante o período de realização do torneio inglês.
 Angelique Kerber parecia disposta, de facto, a devolver a vitória de Williams de 2016. No primeiro game do jogo, demonstrando muita concentração e foco, já quebrou a norte-americana.
 Depois, mesmo também tendo o saque quebrado, resistiu às investidas das fortes bolas de Serena e, quando tinha a oportunidade, fez a rival correr bastante - justamente o principal ponto fraco de Serena neste sábado: a falta de ritmo, que ainda não é o ideal.
 Contou a favor da alemã, além da estratégia de fazer um jogo corrido, as bobeadas de Serena Williams. Talvez por ainda não estar no auge, a hepta-campeã de Wimbledon teve um número de erros forçados acima da média e saiu derrotada.