Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Keys vence em Eastbourne

23 de Junho, 2014

Keys vence em Eastbourne

Fotografia: AFP

Madison Keys, número 47 do ranking WTA, venceu este sábado em Eastbourne o primeiro título da carreira profissional, ao derrotar na final do tradicional evento inglês Angelique Kerber, número nove mundial, por 6-3, 3-6 e 7-5.

Numa das melhores finais da temporada, a jovem americana de apenas 19 anos disparou 17 ases, um dos quais a 202 km por hora, o serviço mais rápido do ano e o quinto mais rápido da história do ténis feminino. Com este triunfo, Keys soma 470 pontos e garante a entrada no top 30 do ranking WTA pela primeira vez na carreira.

Roger Federer
está preparado

Um ano depois de perder em Wimbledon, Roger Federer está mais saudável e bem preparado para disputar o torneio inglês. O pouco conhecido ucraniano Sergiy Stakhovsky teve mais de 15 minutos de fama ao eliminar o sete vezes campeão de forma brutal na segunda ronda em Junho passado. O resultado não só encerrou a sequência admirável de Roger Federer, chegar aos quartos-de-final ou mais em 36 Grand Slams desde 2004, mas foi a primeira vez em oito anos em que perdeu para um adversário fora dos 100 melhores do ranking.

Embora não o tenha feito na ocasião, o suíço admitiu ontem que as suas habilidades perderam efeito temporariamente durante a quinzena em Londres em 2013. "É um prazer estar saudável, realmente em forma e ansioso para tentar novamente", disse Federer impecavelmente vestido no uniforme branco tradicional do torneio e adornado com as suas iniciais. "Sinto que mais uma vez tenho uma oportunidade muito boa este ano", declarou aos repórteres.

Nadal critica preparação para Wimbledon

Após conquistar o seu 14º título de Grand Slam em Roland Garros no começo do mês, o actual primeiro colocado do ranking da ATP, Rafael Nadal, alertou para a dificuldade para se adaptar ao piso de relva que vai enfrentar em Wimbledon a partir de hoje. O espanhol já conquistou o torneio em duas ocasiões, em 2008 e 2010.

"Disse antes que este é realmente o torneio mais perigoso do ano. Já disputei partidas em terra batida por um mês no Roland Garros, foram muitas partidas, então sei mais ou menos o que posso esperar.

A mesma coisa acontece no Open dos Estados Unidos da América", explicou Nadal.Mesmo assim, Nadal minimizou a derrota para o alemão Dustin Brown em Halle, torneio considerado de preparativo para Wimbledon, na semana passada.
O revés aconteceu apenas alguns dias após o nono título em Roland Garros.

"Em Wimbledon, principalmente no começo do torneio, as quadras estão um pouco mais rápidas. A sensação sobre o piso é um pouco diferente para todos. Especialmente para os jogadores que estão no topo do ranking, que sofrem maior pressão", disse Nadal.

O tenista espanhol afirmou que vai tentar no 15º título de Grand Slam e o terceiro em Wimbledon."As partidas são decididas em poucas bolas, porque temos de marcar nas pequenas oportunidades que se apresentam", disse.

Rafael Nadal estreia no torneio inglês contra o eslovaco Martin Klizan e vai tentar evitar os fracassos de 2013, quando caiu para o belga Steve Darcis na primeira ronda do torneio, e de 2012, quando foi eliminado por Lukas Rosol, na segunda rodada."Se conseguir ganhar alguns jogos, tem a sensação de que está no torneio e vai evoluir aos poucos", encerrou o espanhol.