Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Kianda Sailfish Classic tem recorde absoluto

Álvaro Alexandre - 11 de Novembro, 2014

Érica Tavares, do Doce Vela, é a melhor participante feminina, com seis exemplares.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A 17.ª edição do concurso de pesca desportiva Kianda Sailfish Classic tem novo recorde absoluto de capturas de veleiros. Os 136 pescadores subiram para 83 exemplares de peixes de bico contra os 72 anteriores no segundo dia da competição. Ao todo, 155 exemplares entram na estatística da presente edição.

O concurso "24 Horas de Pesca de Luanda" detinha o recorde de 84 exemplares de peixe de bico, obtido em Janeiro do corrente ano. O concurso Lobito Big Game Fishing Tournament, disputado em Março do ano corrente, na província de Benguela, com 513 veleiros em quatro jornadas, continua a ser o melhor registo nacional.

O pescador Paulo Correia, do Jikulo O'Mesu, lidera a prova individual das capturas do Kianda Sailfish Classic. O atleta da equipa do comandante Manganga lidera com 13 veleiros. Na segunda posição encontra-se o pescador da categoria júnior, Nuno Abohbot Júnior, do Team Náutico, com nove capturas. Érica Tavares, do Doce Vela, é a melhor participante feminina, com seis exemplares.

Após a segunda volta da 17.ª edição do Kianda Sailfish Classic, a equipa Jikulo O'Mesu lidera a classificação com 12.700 pontos, seguido dos Marlinheiros (11.700), Team Calulo (11.400), Tudo Fish Fishing Team (11.100), Team Náutico (10.000), Tubarões Fishing Team (10.000), Doce Vela (9.400) e Team Kuxica (5.000), Team Release (7.000), Malembeiros (5.800), Talassa (5.700), Team Delta (5.400), Lampas (5.000), Bravos da Baía (4.700), Akwalunga (4.700), Dragões (3.400), Cabinda Golf Pescadores (2.700), Malta da Kianda (2.000), Olé (2.000), Marmeladas (2.000), Team Canochi (2.000), Fish.com (1.700), Azarados (1.000), Camuxibenhos (1.000), Team Kuxilo (1.000), Peixefree (1.000) e Mi Biliska (700).
ÁLVARO ALEXANDRE

TIRO AOS PRATOS
Angola conquista
medalha de ouro

A Selecção Nacional de tiro conquistou medalhas de ouro e de prata no zonal VI que encerrou no último domingo na cidade sul-africana de Pretória e acabou na segunda posição da classificação por equipas. Paulo Silva arrebatou a medalha de ouro ao quebrar 115 pratos num universo de 125, enquanto Ricardo Lopes conseguiu a medalha de prata ao partir 112 do mesmo lote de pratos.

Com este resultado, os dois atiradores nacionais estão apurados para o campeonato africano de 2015, a ser disputado no mesmo palco, e uma possível repescagem para os Jogos Olímpicos Rio 2016, segundo uma fonte da Federação Angolana de Tiro, citada pela Angop.

Para além dos apurados, representaram as cores do país os atiradores Francisco Gastão, Paulo Alves, Baptista Borges, Anthony Chaves, Artur Anastácio e Humberto Carvalho. A África do Sul foi a vencedora por equipas e a Namíbia ficou na terceira posição.