Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Kilamba fervilha com o Herói Nacional

15 de Setembro, 2016

Zé Cazenga aponta final apoteótica

Fotografia: Jornal dos Desportos

Uma equipa de especialistas em manutenção de circuitos da Associação Provincial de Motocross de Luanda e técnicos da empresa chinesa de construção civil, CTIC, dá inicio hoje de manhã aos trabalhos de manutenção da pista da centralidade do Kilamba, com vista a realização do Grande Prémio Herói Nacional, no próximo sábado, a partir das 13h00.

O início de trabalhos estava marcado para terça-feira última, mas os equipamentos da empreiteira asiática encontravam-se engajados numa das obras próximas do local que vai acolher o certame, de acordo com Carlos Soweto.

A prova sob auspício do CAP 1631 em parceria com a Associação de Luanda tem como objectivo homenagear o primeiro Presidente da República de Angola, António Agostinho Neto. Chefiados pelo presidente de direcção, Carlos Soweto, os efectivos da Associação, composto por dirigentes de equipas e pilotos, estiveram reunidos, no último sábado, à margem da disputa da oitava jornada do
campeonato provincial, e aferiram a existência de condições para levar a diante a empreitada.

Carlos Soweto reiterou, em nome da associação que dirige, o prazer pela estrita colaboração da Administração da Centralidade
do Kilamba. Por isso, o seu desejo passa pela realização de uma prova "com pompa e circunstância". Pelas características e localização, Soweto vaticina uma das maiores enchentes da presente época desportiva, facto que pode incentivar as camadas juvenis com inclinação para o motocross.

A duas jornadas para o final da época, a direcção da Associação, empossada em Fevereiro último, tem sabido cumprir com o programa aprovado, não obstante as dificuldades financeiras que afectam todos os segmentos da sociedade. A realização do Grande Prémio Herói Nacional na centralidade de Kilamba é vista como "uma porta aberta" na expansão do desporto com grande adesão de populares.

Carlos Soweto justificou que não é apanágio da Associação realizar todas as competições no circuito da Gamek. Na presente época, as oito provas tiveram como palco o circuito Jorge Varela por impossibilidade de abranger o público de outras latitudes de Luanda e do país. A colaboração dos agentes desportivos tem sido uma das grande divisas para a família do motocross, avançou Carlos Soweto.

A regularidade dos pilotos tem o suporte das equipas e de personalidades singulares que mantêm vínculos com a Associação.

"A nossa instituição disponibiliza as motorizadas para as instituições que se queiram ver representadas nos circuitos nacionais, desde que apresentem estrutura com viabilidade para o efeito", disse.

O dirigente reitera os excelente trabalho levado a cabo pelos efectivos da Polícia Nacional, Serviços de Emergências Médicas e corpo de Bombeiros na garantia da integridade física dos cidadãos que afluem aos eventos. Soweto enaltece também o civismo do público pautado
nas provas.

"Queremos, mais uma vez, apelar à sã convivência do nosso público, de forma que saiamos com o sentimento do dever cumprido em cada prova. Auguramos um ambiente festivo para todos os amantes damodalidade",finalizou Carlos Soweto.


CATEGORIA 150CC
Carlos é o mais produtivo


O piloto do Team 2 Lemos, Humba Carlos, é a unidade mais produtiva da classe dos 150cc do Provincial de Luand, cuja penúltima jornada vai ter como o palco o circuito da centralidade do Kilamba, sábado próximo, em tributo ao Fundador da Nação angolana, António Agostinho Neto.

Considerado uma das maiores promessas do motocross nacional, o piloto forjado pela Associação Provincial desde a tenra idade exibe-se na sua classe com performances que lhe permitiram coleccionar oito vitórias e um segundo lugar. É o líder da tabela classificativa com 304 pontos. A seguir as pegadas está o piloto do Team Teimosos, António da Silva.

O adolescente tem feito uma época razoável. No currículo já leva um segundo lugar, quatro terceiras posições, um quarto lugar e um quinto, que lhe atribuem 212 pontos na classificação geral. Herculano Chilombo vem na posição subsequente com 182 pontos, resultantes de três quarto lugares e cinco quinto lugares.

Considerada a categoria com maior número de pilotos, os 150cc representam uma garantia para a categoria rainha (250cc). Nos próximos anos, vai contar com executantes de nível técnico elevado. A direcção da Associação dedica uma atenção especial.

A exigência, a disciplina e a conduta cívica constituem os pilares no processo de formação. "Vamos continuar a apostar na formação, pois só com bases sólida se pode atingir a excelência desportiva.

Ficamos satisfeitos por notar que muitos dos nossos miúdos começam a perceber a importância de estar inteirados sobre os trabalhos da Associação, participar nas reuniões e chegar com antecedência para as provas", avançou Carlos Soweto.


MOTO QUATRO
Bruno e Edson em apuro


O piloto do Team NLR Comercial, Bruno Ferreira "Agai", está apostado em vencer as duas últimas jornadas do campeonato provincial de motocross para derrubar o adversário mais directo, Edson Miranda "Roquinho", o líder.

Agai assenta a aposta no "mau" resultado de Roquinho na oitava jornada disputada no circuito do Gamek. As presenças de Edson Miranda e Edson Sebastião nos dois primeiros lugares do pódio servem de "vitamina" para alimentar as vitórias nas duas últimas provas.

Com uma vitória, seis segundo lugares e dois terceiros, Bruno Ferreira "Agai" conta com a safra de 256 pontos, quando Edson Miranda "Roquinho", dono de sete vitórias e um segundo lugar, superioriza-se na tabela classificativa com 314. Edson Sebastião conseguiu o melhor resultado na jornada transacta, ao conquistar o segundo lugar.

Noutras provas, quedou-se três vezes na terceira posição, igual número de vezes na quarta, uma quinta posição, o que perfaz o total de 194 pontos. Os restantes batem-se com grande classe numa prova em que Hélio Martins, do Tema Sukulider, ocupa a quarta posição com 171 pontos, seguido dos individuais Carlos Alberto (78), Hamilton Veiga (26) e Leo Gonçalves (22).

CATEGORIA 250CC
Toíto vira atenção para segundo lugar


O piloto do Team 2 Lemos, Custódio Neto, trabalha com intensidade no intuito de obter o maior número de pontos com vista a terminar a época'2016 na segunda posição do pódio, depois de perder a oportunidade defender o título. Na oitava jornada do provincial de Luanda, terminou em quarto lugar.

Com o título mais favorável para o temível adversário, Zé Cazenga, os lugares imediatos estão sob a eminente ameaça dos jovens Augusto Congo "Agugu" e Ricardo Jorge. O campeão provincial em título não tem esforços a medir no que tange à projecção de resultados bem conseguidos nas duas provas que marcam o cair do pano na época desportiva 2016.

Apesar do nível técnico com que manuseia a KTM, Custódio Neto "Toíto" tem sido condicionado pelas dificuldades materiais que a equipa atravessa. A falta de disponibilidade de jogos de pneus impede o aproveitamento da rentabilidade da máquina. O piloto vê-se de "braços atados" perante a "fúria" de Zé Cazenga. O líder é suportado pela melhor equipa da actualidade e tem tudo para resgatar o título.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, Toíto manifestou a desolação por não ser capaz de voltar a brindar os adeptos com a manutenção do título luandense. O jovem piloto acredita que a conquista de resultados sólidos, nos desafios que se avizinham, pode ajudar a manter-se entre os pilotos com maior prestígio. Isso é algo que vai ter como premissa o esforço redobrado na sua preparação.

"Estou convicto de que o título está fora de cogitação, pois tive uma prestação desfavorável na oitava jornada que permitiu aos meus adversários somarem pontos significativos. Ainda posso lutar pelo segundo ou terceiro lugar, por isso estou a prepararme com dedicação", frisou Toíto.

LÍDER DO CAMPEONATO
Zé Cazenga aponta
final apoteótica


O piloto do Team Orbel, Zé Cazenga, desloca-se amanhã ao circuito Jorge Varela para efectuar o derradeiro ciclo de preparação na antecâmara da nona jornada do Campeonato Provincial de Motocross de Luanda que a Centralidade do Kilamba vai albergar no âmbito dos festejos alusivos ao dia do Herói Nacional, a ser celebrado a 17 do corrente.

A liderar o campeonato com uma margem folgada, Zé Cazenga socorre-se de uma rigorosa preparação física e técnica capaz de lhe conferir a ideal forma desportiva. Depois de ter dedicado várias horas no ginásio, chegou o momento da preparação técnica.

Ciente da pretensão da nova geração de pilotos, Zé Cazenga pretende estoirar o champanhe em apoteose perante milhares de adeptos e espectadores curiosos. Depois de ter perdido o campeonato no ano passado, o desejo de resgatar o título de campeão provincial mexe com as suas estruturas internas.

O líder quer saborear as vitórias nas duas derradeiras provas, tal como o fazem os grandes campeões. Zé Cazenga está atento ao rigor técnico que os adversários directos pautam na etapa crucial da competição.

Assim, o individual Augusto Congo "Agugu", o piloto do Tem 2 Lemos, Custódio Neto "Toíto, e o colega de equipa, Ricardo Jorge, vão ter de se esforçar mais para impedir o sonho do "presumível" campeão.

Apoiado por uma legião fiel de adeptos, Zé Cazenga teve de "dar o litro" para levar de vencida a oitava jornada. O seu colega de equipa, Ricardo Jorge, "deu luta" do princípio ao final. O mais novo chegou a vencer a última manga, depois do terceiro lugar na manga inicial.

Para evitar um cenário, que não se configure numa vitória convincente, Zé Cazenga está avisado da necessidade de maior eficiência na abordagem técnica, isto é, explorar as potencialidades da sua Suzuki para efectuar saltos que lhe permitam rentabilizar alguns segundos perdidos nas curvas e defenderse com persistência nas rectas. "Estou satisfeito pela classificação que ostento, pois, faço uma época regular no sentido de resgatar o título perdido no ano passado, devido à minha ausência
em provas importantes.

Ganhar é sempre bom; e nada melhor do que erguer o troféu da época com vitória na final", disse Zé Cazenga. Entre os 17 pilotos, Zé Cazenga contabiliza 299 pontos na liderança, seguido de Augusto Congo (257), custódio Neto (174), Ricardo Jorge (168), Etelvino Sebastião (129) e Nilton Gama (109).