Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Kimetto e Dibaza foram nomeados

18 de Outubro, 2014

Kimetto bateu em Setembro na capital alemã o recorde mundial da maratona ultrapassando o registo do seu compatriota Kipsang

Fotografia: AFP

Mutaz Essa Barshim, do Qatar, o queniano Dennis Kipruto Kimetto e o francês Renaud Lavillenie foram ontem nomeados para o prémio de melhor atleta de 2014 na categoria masculina, anunciou a Federação Internacional de Atletismo (IAAF).

Na categoria feminina foram nomeadas a neozelandesa Valerie Adams, a etíope Genzebe Dibaba e a holandesa Dafne Schippers.

Os seis finalistas foram escolhidos através de uma votação aberta na internet, mas os vencedores são escolhidos pelo Conselho Directivo da IAAF.
O saltador em altura do Qatar, Mutaz Essa Barshim, saltou 2,43 metros no decorrer de uma prova em Bruxelas, a 05 de Setembro, ficando a dois centímetros do recorde mundial, do cubano Javier Sotomayor.

O queniano Dennis Kimetto bateu em Berlim, a 29 de Setembro, o recorde mundial da maratona, correndo a distância em 2:02.57 horas, menos 26 segundos que a anterior melhor marca, do seu compatriota Wilson Kipsang.

O saltador à vara francês, Renaud Lavillenie, quebrou o recorde do ucraniano Sergey Bubka, com um salto de 6,16 metros.

A neozelandesa Valerie Adams, duas vezes campeã olímpica e quatro vezes campeã do mundo no lançamento de peso, tem neste momento 55 vitórias consecutivas.

A etíope Genzebe Dibaba bateu os recordes mundiais em pista coberta de 1.500, 3.000 metros e das duas milhas.

A holandesa Dafne Schippers, medalhista de bronze no heptatlo dos Mundiais de Moscovo de 2013, é a nova rainha da velocidade da Europa, ganhando os 100 e os 200 metros em Zurique, no passado mês de Agosto.

Os vencedores recebem os troféus durante a Gala do Atletismo Mundial, a 21 de Novembro, em Monte Carlo.

MARATONA
A Maratona do Porto, Portugal, corre no dia 2 de Novembro com três mil participantes e o presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, considerou  que a competição "terá um impacto positivo na economia da cidade".

"O Porto vai receber cerca de três mil pessoas para este evento e isso vai ser importante para os hotéis que vão estar cheios, contra o que é habitual nesta época do ano", considerou Rui Moreira.

Rui Moreira, que falava na cerimónia de apresentação da prova, no Paços do Concelho, apontou ainda os aspectos positivos que a Maratona do Porto terá junto do comércio e turismo locais, restauração, táxis e transportes públicos da cidade.

Embora considere difícil de estimar, Rui Moreira calcula que a Maratona do Porto tenha um impacto de vários milhões de euros distribuídos pelos operadores económicos da cidade.