Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lau na seleco sete anos depois

Silva Cacuti - 11 de Outubro, 2016

Lourena Carlos promete trabalhar duro para constar do grupo de atletas seleccionadas

Fotografia: Vigas da Purificao

A satisfação pela inclusão da meia -distância Lourena Carlos na selecção nacional, que vai representar o país no Campeonato Africano das Nações a disputar-se em Luanda, de 28 de Novembro a 7 de Dezembro, é "indescritível". A atleta do Progresso do Sambizanga volta a constar de uma convocatória da selecção sénior feminina, exactamente sete anos depois da  última presença.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, Lourena Carlos considera que a inclusão no grupo de trabalho da selecção nacional é um objectivo alcançado e não está surpreendida. Nos últimos anos, tem trabalhado muito para merecer a confiança do seleccionador.

"Sinto que tenho trabalhado o suficiente e vou esforçar-me para não defraudar o técnico nesta escolha. As pessoas devem esperar muito trabalho e vou procurar manter-me neste grupo da selecção nacional", disse.

Formada no 1º de Agosto, Lau como é conhecida nas lides desportivas, desvinculou-se do clube militar em 2011 por constar da lista de dispensa do então técnico militar, Paulo Pereira. Na época, cumpriu uma paragem na sequência de uma lesão.

Lau é irmã de Azenaide Carlos, outra atleta seleccionada por Filipe Cruz para a mesma missão. Fez parte de várias selecções nacionais de juniores, com as quais jogou em Campeonatos Africanos e Mundiais. Antes da lesão que a afastou das quadras, integrou o grupo de atletas pré-seleccionadas para preparar o Mundial da China em 2009 e o Campeonato Africano disputado no Egipto em 2010.

Outro regresso promovido por Filipe Cruz é o de Juelma Viegas "Cajó", ponta do 1º de Agosto, ausente da selecção nacional desde 2014. "Volto com a mesma disposição de sempre; vão ter a mesma Cajó. Desde já, agradeço ao treinador pela oportunidade que me é dada. Vou trabalhar para dignificar as cores da nossa bandeira", prontificou-se.

A jogadora militar considera que jogar em casa é uma "oportunidade" recuperar o título. Filipe Cruz convocou as guarda-redes: Teresa Almeida e Neide Barbosa; Azenaide Carlos, Magda Cazanga, Vilma Nenganga, Isabel Guialo, Lurdes

Monteiro, Lourena Carlos, Luísa Kiala, Wuta Dombaxi (meia -distâncias); Janet dos Santos, Juliana Machado, Joelma Viegas, Dalva Peres, Natália Bernardo, Carolina Morais (pontas) e as pivots Albertina Cassoma e Liliana Venâncio. 

A selecção nacional sénior feminina de andebol vai preparar-se na Europa, de 6 a 26 de Novembro, e tem o "quartel general" em Portugal. A Espanha pode ser um dos lugares de jogos.