Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lavillenie falha Mundiais

18 de Fevereiro, 2014

No passado sábado, a brasileira conquistou o ouro no torneio Estrelas do Salto a Vara, em Donetsk, na Ucrânia.

Fotografia: AFP

O francês Renaud Lavillenie bateu sábado passado o recorde mundial de salto a vara em pista coberta, pode falhar os Mundiais indoor na Polónia, entre 7 e 9 de Março, devido a uma lesão no tornozelo esquerdo. “Ainda tenho três semanas para me preparar e não quero desistir. Mesmo com uma perna, vou dar tudo”, afirmou o novo recordista mundial, citado na edição deste domingo do diário francês “L'Equipe”.

Lavillenie bateu o recorde do Mundo com um salto de 6,16 metros num “meeting” em Donetsk, superou uma marca que o ucraniano Sergei Bubka ostentava desde 1993, mas acabou por sofrer um corte no tornozelo esquerdo que precisou de ser suturado com 12 pontos. O atleta francês, de 27 anos, só precisou de uma tentativa para saltar mais um centímetro do que o anterior recorde de pista coberta (6,15), estabelecido no mesmo local por Bubka. Bubka continua a deter a melhor marca ao ar livre, com 6,14 metros (1994). O atleta francês revelou que não vai disputar qualquer outro “meeting” para tentar recuperar totalmente do problema e estar fisicamente apto para os Mundiais, que vão disputar -se na cidade polaca de Sopot.

Murer conquista ouro
Foi um dos dias mais importantes da história do salto a vara masculino, em que o francês Renaud  Lavillenie superou o recorde mundial indoor  da prova, que pertencia a Sergey  Bubka desde Fevereiro de 1993, com 6,16 m, no qual Fabiana Murer  mostrou força. No passado sábado, a brasileira conquistou o ouro no torneio Estrelas do Salto a Vara, em Donetsk, na Ucrânia.

Já classificada para o Mundial Indoor de Sopot na Polônia, com os 4,73 m do ouro do Troféu Brasil/2013, Fabiana saltou 4,62 m para ficar com o título. A alemã Silke Spiegelburg ficou com a prata, e a polonesa Anna Rogowska conquistou o bronze, também saltaram 4,62 m, mas precisaram de mais tentativas. A competição em Donetsk foi a terceira que Fabiana disputou na Europa na preparação final para o Mundial da modalidade, de 7 a 9 de Março. Ela ainda vai saltar mais uma vez, em Bad Oeynhausen na Alemanha, no dia 27, antes de seguir para a Polónia.