Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

LeBron James, manifestou o apoio à democrata Hillary Clinton

04 de Outubro, 2016

LeBron fundou a The LeBron James Family Foundation com objectivo de fomentar a educação de crianças e jovens adultos

Fotografia: AFP

LeBron James, campeão da Liga Norte-americana de Basquetebol (NBA) pelos Cleveland Cavaliers, manifestou no domingo o apoio à democrata Hillary Clinton à presidência dos Estados Unidos, para continuar o ‘legado’ de Barack Obama.

“Apoio Hillary para continuar o legado do meu bom amigo, o presidente Barack Obama”, escreveu num artigo de opinião, publicado no site da Business Insider. A estrela de NBA recordou a infância como filho de mãe solteira e acrescentou: “quando penso sobre os tipos de políticas e o que a minha fundação (The LeBron James Family Foundation) precisa, a escolha é clara: Hillary”.

Apelidado de ‘King James’, LeBron fundou a The LeBron James Family Foundation com o objectivo de fomentar a educação de crianças e jovens adultos.

LeBron, três vezes campeão da NBA e quatro vezes considerado o jogador mais valioso da fase regular (MVP), tornou-se cada vez mais empenhado sobre questões sociais, incluindo o racismo, principalmente, os assassinatos cometidos nos últimos tempos pela polícia sobre pessoas de raça negra.

SIMMONS
O australiano Ben Simmons, primeira escolha do ‘draft’ de 2016 da Liga Norte-americana de Basquetebol (NBA), partiu um pé e deve ser operado, revelou ontem  o treinador dos Philadelphia 76ers, equipa em que actua o extremo de 20 anos.

Simmons deu nas vistas na Universidade de Louisiana, fracturou o pé direito durante um dos primeiros treinos com os Sixers, pensa-se que falhe os primeiros três, quatro meses de nova temporada.

“Não há outra equipa que tenha mais experiência em lidar com lesões, em jogadores vindos do "draft", como nós. É uma questão de tempo.Não temos a certeza, mas é quase certo que tem de ser operado”, disse o técnico Brett Brown.

O internacional australiano é o quarto jogador seguido, que os Sixers vão buscar na primeira ronda do "draft", que se lesiona antes da época da NBA iniciar.

NBA
Cavaliers gasta milhões para agradar a funcionários


O Cleveland Cavaliers fez história na temporada passada da NBA, a liga profissional de basquetebol dos Estados Unidos. A equipa comandado por LeBron James ganhou o título, algo que nenhuma franquia da cidade havia conseguido nas principais ligas desportivas do país em 52 anos.

Para celebrar isso, a direcção decidiu gastar Usd 1 milhão em mimos para todos os funcionários. Na NBA, é normal que jogadores campeões sejam agraciados com anéis que simbolizam o título. A direcção dos Cavaliers decidiu premiar também todos os mil funcionários que trabalharam na franquia durante a temporada passada.

Segundo o site do Cleveland Cavaliers, a ideia de premiar todos os funcionários partiu de Dan Gilbert, proprietário da franquia. O custo da operação também foi divulgado pela página oficial da equipa.

KURIC VENCE TUMOR
Poucas pessoas apostavam que após um tumor cerebral e duas cirurgias ele voltaria a jogar basquetebol. Conquistar um título 11 meses depois de estar na UTI? Muito menos. Mas Kyle Kuric, um norte-americano que joga profissionalmente na Espanha, é daqueles casos que contrariam todas as expectativas médicas e desportivas.

Kuric é extremo base do Herbalife Gran Canaria e foi eleito na última semana o melhor jogador da Supercopa Endesa, com 34 pontos em duas partidas. Brilhou ao dar o primeiro título da história do clube. Enredo de superação perfeito para um filme de superação, talvez até um pouco "forçado" pela velocidade em que as coisas deram certo.

No dia 01 de Novembro de 2015, Kuric desfalcou o Gran Canaria ao sentir forte dor de cabeça. Dois dias depois, durante passagem por Barcelona rumo à Alemanha, foi a um especialista que descobriu a presença de um tumor benigno no seu cérebro. Acabou internado imediatamente. Mais dois dias e ele estava na mesa de cirurgia.

Os médicos, então, preferiram não acenar com a sua volta ao basquetebol profissional. As duas cirurgias no cérebro e a semana na UTI desencorajaram tal plano. Aos poucos, no entanto, Kuric começou a encurtar os prazos estabelecidos: passou por natação, academia e primeiros treinos com bola.

Cinco meses depois das cirurgias, o norte-americano estava novamente em quadra pelo Gran Canaria. Mais de seis mil pessoas foram ver o regresso. A sua equipa perdeu, mas o que marcou foram as cestas de três e os dedos que ele apontava para a cabeça, protegida por uma faixa, assim que fazia mais pontos.

"O ano passado foi muito duro, mas com a ajuda das pessoas do clube e da minha família consegui seguir em frente. Eu me sinto muito bem. Em alguns detalhes, inclusive, estou melhor que antes", declarou Kuric.

O fim da temporada passada foi tão bom que ele ainda viajou aos Estados Unidos para disputar torneios de verão pelo Phoenix Suns. E agora, pelo Gran Canaria, acaba de brilhar em um título duplamente histórico: é o primeiro do clube e o primeiro do "novo" Kuric.