Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Leonel Pinto chama reflexo pessoas com deficincia fsica

03 de Dezembro, 2016

Assinala-se hoje o Dia Internacional da pessoa com deficincia, institudo pelas Naes Unidas em 1998,

Fotografia: Jos Cola

Falando à imprensa a propósito da efeméride, numa análise que se restringiu ao país, o responsável do órgão reitor do desporto adaptado em Angola sugere maior rigor no cumprimento das leis em prol da pessoa com deficiência, centrando o seu reparo nesta última sobre a acessibilidade, aprovada em Abril último pela Assembleia Nacional.

Para o também presidente do Comité Paralímpico Africano, o documento define os princípios de respeito pela dignidade humana, assim como pela diferença e aceitação das pessoas com deficiência e pelo exercício dos direitos e liberdades fundamentais, reiterando a necessidade do rigor na sua aplicação para que tais pressupostos surtam efeitos.

Leonel pinto afirmou viver-se no país situações graves de acessibilidade nos transportes, nas infra-estruturas quer de ensino como laborais, nas unidades hoteleiras, inclusive nos recintos desportivos, onde não são observados todos os pormenores técnicos que permitam melhor acesso.

Disse que o Comité Paralímpico Angolano, algumas vezes, se debate com problemas de acessibilidade por parte dos atletas e que, no caso dos recintos desportivos, a alternativa é a construção de um centro de alto rendimento, um projecto estagnado por inexistência de uma parcela de terreno em Luanda.

“A Assembleia Nacional aprovou a Lei de Acessibilidade e nós, Comité Paralímpico, temos um projecto há mais de dez anos que visa proporcionar não só ao atleta, mais a todos na mesma condição, mobilidade dentro de uma infra-estrutura construída a propósito”, disse, acrescentando ser esta e outras questões que devem ser analisadas num dia como hoje, consagrado aos deficientes.

O responsável congratulou-se pela adesão por parte de Angola à convenção das Nações Unidas sobre os direitos para as pessoas que necessitam de cuidados especiais, considerando como tendo sido “outro grande passo” para a mudança de mentalidades.
 
Para a fonte, a instituição que lidera precisa de parceiros para a implementação dos vários projectos em carteira, muitos deles atrasados por situações que diz não compreender, além da componente financeira, cujo Estado é o principal parceiro.

Explicou estarem cadastrados pelas 18 províncias do país mais de 1700 atletas nas mais diversas modalidades e que fruto dos resultados já obtidos em Jogos Paralímpicos, Campeonatos do Mundo e Africanos é chegado o momento para outros investimentos, de modo que os angolanos possam trabalhar com as mesmas condições que atletas de outros países com quem revalidam nas competições.

O Dia Internacional das pessoas com deficiência, 3 de Dezembro, foi instituído em 1998 pelas Nações Unidas com o objectivo de promover uma maior compreensão dos assuntos concernentes à deficiência e para mobilizar a defesa da dignidade, dos direitos e o bem-estar das pessoas.

A data procura igualmente despertar e aumentar a consciência dos benefícios trazidos pela integração das pessoas com deficiência em cada aspecto da vida política, social, económica e cultural.