Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lesão afasta Nadal de Wimbledon

11 de Junho, 2016

O espanhol Rafael Nadal anunciou na quinta-feira que não pode disputar o torneio de Wimbledon

Fotografia: AFP

Tenista espanhol conquistou torneio duas vezes (2008 e 2010) .O espanhol Rafael Nadal anunciou na quinta-feira que não pode disputar o torneio de Wimbledon, que conquistou por duas vezes (2008 e 2010), por causa da lesão no punho que o obrigou a desistir da Roland Garros no mês passado.

"Olá todos, queria anunciar que depois de consultar o médico e devido aos resultados dos últimos exames, não poderei participar da próxima edição de Wimbledon", informou o tenista de 30 anos nas suas contas oficiais de várias redes sociais. "Como podem imaginar é uma decisão triste, mas preciso de tempo para recuperar-me da lesão sofrida no punho na Roland Garros", completou o número quatro do mundo.

No dia 27 de Maio, 'Rafa', nove vezes campeão de Roland Garros tinha causado um terremoto no meio do torneio ao anunciar que abandonava a disputa antes da partida da terceira ronda contra o compatriota Marcel Granollers.

"O tendão está inflamado. Se eu tivesse continuado, corria o risco de romper e ficava meses fora do circuito. Parando, só preciso de ficar imobilizado por três semanas", tinha avisado Nadal na época.

Na semana passada, imaginava-se que as chances de participar de Wimbledon eram remotas com o anúncio de que desistiu de jogar o torneio de Queen´s, que serve de preparação ao Grand Slam londrino. "Tomei a decisão de retirar-me do torneio mais importante da minha carreira porque a minha situação está no limite", completou o 'Rei do Saibro'. Na quarta-feira, Toni Nadal, tio e técnico do tenista, já tinha avisado que o sobrinho só competia em Wimbledon se estivesse "100 por cento".

Quando desistiu da Roland Garros, o 'Rei do Saibro' disse que a lesão não ia comprometer a  participação nas Olimpíadas do Rio-2016, onde será porta-bandeira da Espanha, mas ainda não sabe se pode realmente recuperado para tentar a segunda medalha de ouro, depois de Pequim-2008. "O importante é que volte em condições ideais. Não queremos colocar em risco a participação aos Jogos do Rio", ressaltou Toni Nadal.