Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lewis Hamilton arrasa em Bahrein

03 de Março, 2014

Agora a Fórmula 1 volta às atividades somente no dia 14 de Março, com os primeiros treinos livres para a abertura da temporada, em Melbourne, na Austrália.

Fotografia: AFP

A partir de agora, só terá Fórmula 1 na Austrália. Ontem foi encerrada a pré-temporada do Mundial 2014, que só voltará ao activo no dia 16 de Março, com o seu Grande Prêmio inaugural, disputado em Melbourne. E, na última sessão de testes em Sakhir (Bahrein), nenhuma novidade: os carros com motores Mercedes mantiveram o domínio, e o britânico Lewis Hamilton terminou o dia com o melhor tempo (1min33s278).

A marca foi 0s709 mais rápida que a de Valtteri Bottas, companheiro de Felipe Massa na Williams, que, a partir desta temporada, também está equipada com os motores da fornecedora alemã. O brasileiro, aliás, termina a pré-temporada como o dono do melhor tempo do fim de semana de testes na pista árabe. O 1m33s258 cravado no último sábado não foi superado ontem.

Por outro lado, Valtteri Bottas finaliza os testes como surpresa positiva. O finlandês foi o mais rápido pela manhã e, na sessão da tarde, acabou sendo, ao lado de Hamilton, o único a girar na casa de 1min33. O terceiro posto ficou com o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, que anotou 1min34s280 - 1s002 acima do tempo do inglês da Mercedes.

Quem encerra a pré-temporada com uma ponta de esperança para o início da temporada é a Red Bull. Após completar apenas três curvas nos testes do último sábado, o alemão Sebastian Vettel correu ontem 77 vezes pela pista e, apesar de ter feito apenas o nono tempo, pelo menos deu rodagem ao RB10.

A situação preocupante é a da Lotus, que, assim como a equipa austríaca, tem motor Renault. Romain Grosjean completou somente 32 voltas pelo Circuito Internacional do Bahrein - superior apenas a Jenson Button, que rodou 22 vezes com a McLaren - e anotou o décimo e último tempo, mais de seis segundos acima do cravado por Mercedes e Williams.

Por outro lado, as surpresas positivas são Force India e Toro Rosso. Ambas tiveram bom desempenho durante os testes e, ontem terminaram no top 5. O alemão Nico Hulkenberg fez 1m35s577 e cravou o quarto tempo, enquanto o francês Jean-Eric Vergne anotou 1m35s701 e encerrou o dia no quinto posto. Agora a Fórmula 1 volta às atividades somente no dia 14 de Março, com os primeiros treinos livres para a abertura da temporada, em Melbourne, na Austrália.

Confira os melhores tempos de cada bateria de testes da pré-temporada:
Jerez de la Frontera - Kevin Magnussen (McLaren-Mercedes): 1m23s276
Bahrein (semana 1) - Nico Rosberg (Mercedes): 1m33s283
Bahrein (semana 2) - Felipe Massa (Williams-Mercedes): 1m33s258

FÓRMULA1
Horner nega
revolta de Vettel

O começo de 2014, definitivamente, não tem sido bom para a equipa Red Bull. Apesar de ser o actual tetracampeão do Mundial de Construtores, o grupo vem sofrendo inúmeros problemas nos testes de pré-temporada e já tem colocada em xeque a força para a temporada que está prestes a começar. Muito pressionado, o director-desportivo Christian Horner admitiu que a equipa está defasada em relação aos adversários e negou que Sebastian Vettel se tenha revoltado com o desempenho do RB10, na última semana.

"Não sei de onde veio isso. Ele (Vettel) é óptimo e entende que existem problemas e soluções, e ele está a tentar ajudar a equipa como pode. Sebastian tem grande confiança na equipa", declarou Horner, negando o que vinha sendo especulado, em entrevista concedida à emissora de TV britânica Sky Sports, no sábado. O dia, aliás, foi dos piores para a Red Bull. Após uma sexta-feira promissora, com Daniel Ricciardo a fazer o terceiro melhor tempo, a RBR de Vettel completou apenas três curvas antes de ter problemas no sábado.

Vettel até tentou voltar à pista, mas ainda nem tinha deixado as boxes e o RB10 já  apresentava novas falhas, quebrando no fim do pit-lane e tendo de voltar à garagem. Na parte da tarde, o tetracampeão nem sequer vestiu o macacão para regressar à pista. Os constantes problemas preocupam Horner. "Esse é o décimo dia de testes, e acredito que estamos dez dias atrasados", disse o "chefe" da equipa austríaca, que ainda tentou explicar os motivos do mau desempenho na pré-temporada.

"A refrigeração é uma questão importante e você tem de entender onde é que estão os problemas de esfriamento.Tivemos alguns desses no primeiro teste, o que resolvemos semana passada e, desde então, temos trabalhado duro com a Renault, para solucionar outras questões", afirmou ele, deixando subentendido um descontentamento com a fornecedora de motores da Red Bull.Para finalizar, Horner ressaltou a importância da última sessão de testes da pré-temporada.

"Não sei de onde veio a especulação. Vamos ter um carro com adaptações, como todos os anos, e isso vai acontecer com o desenvolvimento a cada GPe não apenas para a temporada europeia.Não há carta na manga nesse sentido, é uma questão de soluções de engenharia para problemas de engenharia", concluiu.

BREVE
Felipe Massa cheio de expectativa para a nova época

O espanhol também revelou as suas expectativas para a temporada da Ferrari. A equipa italiana vem tendo desempenho regular nos testes de pré-temporada e, em 2014, contará com dois campeões mundiais no seu cockpit. Questionado sobre as disputas internas com o finlandês Kimi Raikkonen, Fernando Alonso admitiu que haverá competição, mas preferiu não entrar em polêmicas. "Estamosa  tentar trabalhar juntos, trabalhar para a Ferrari e chegar na Austrália em condições de um dos dois lutar pela corrida. Vamos ter aquela competição interna, normal em todas as equipas, porque sempre queremos estar à frente do companheiro, e tomara que isso possa ajudar a Ferrari."