Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lewis Hamilton elogia Mercedes

14 de Novembro, 2015

Lewis Hamilton igualou o número de títulos do seu ídolo nessa época

Fotografia: AFP

Lewis Hamilton, espera a época de 2016, bem mais equilibrada que a de 2015. O tricampeão mundial afirmou, que espera a evolução da Ferrari e vê na equipa italiana, um adversário à altura. O inglês acredita, que a equipa de Maranello tem potencial para ser uma adversária mais perigosa na próxima época, e desconhece se já podem aparecer à frente da Mercedes.

"Não tenho dúvidas, que a Ferrari vai ser forte, no ano que vem. Já estiveram nessa posição antes. Em algum momento, vão ser os principais rivais. Fizeram um progresso incrível neste ano. Temos de entender, que vão avançar ainda mais, no próximo ano. Agora, se vão estar à frente de nós em 2016, não faço ideia", disse.

O inglês garantiu, que acompanha a preparação da Mercedes e disse estar confiante no progresso dos prateados para 2016.

"Estive na fábrica da Mercedes, na semana passada, e fiquei confiante com o que vi. Estamos totalmente focados. Tenho 100 por cento de confiança nas decisões da equipa para 2016 e estou feliz com o progresso que temos feito. Não tenho dúvida de que temos as melhores pessoas a trabalhar por trás disso, tudo por nós", afirmou.

Hamilton elogiou os novos motores da Ferrari e admitiu, que os italianos estão cada vez mais próximos, em termos de potência. Para o tricampeão, a Ferrari vai ser uma grande força na época'2016.

"O último passo que deram em Austin deixou-os muito perto. Ainda há áreas em que o motor da Mercedes é melhor. Quando está no topo é sempre difícil manter essa diferença.

 É sempre mais fácil, quando se está na posição do caçador. Não sei se a Ferrari vai ter mais alguma novidade para esse ano, mas definitivamente vão vir fortes em 2016", completou.
O britãnico estreou-se na Fórmula 1 em 2007, com um vice-campeonato. No ano seguinte, levou a McLaren ao título.


Tricampeão  homenageia Senna
Lewis Hamilton, nunca escondeu que Ayrton Senna é um dos seus ídolos, usa o brasileiro como referência para alguns capacetes especiais, no Grande Prémio do Brasil. Em 2015, não vai ser diferente: o britânico revelou uma pintura inspirada no icónico casco amarelo.

A revelação aconteceu nas redes sociais. Nelas, Hamilton deixou claro que era um “tributo ao maior de todos”. A homenagem a Senna acontece  na parte de trás do capacete, com as frentes e laterais a permanecer essencialmente iguais. Ayrton Senna também foi agraciado com um painel em São Paulo.

No começo de 2015, a FIA criou uma nova regra, que impede os pilotos de mudar a pintura do  capacete ao longo da época. A medida, visa facilitar a identificação dos pilotos, para o público e manter o mesmo layout de casco.

A entidade, começou a afrouxar a regra, na segunda metade da época. Vettel e Sergio Pérez são dois exemplos , que nos últimos meses, começaram as mudanças. Hamilton é o primeiro a fazer mudanças mais bruscas.