Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lewis Hamilton vence Grande Prmio da Frana

25 de Junho, 2018

Foi a 65 vitria de Hamilton. Max Verstappen foi o segundo colocado, seguido por Kimi Raikkonen, que superou Daniel Ricciardo no final

Fotografia: DR

Lewis Hamilton venceu o GP da França com tranquilidade, após hiato de 10 anos da prova na Fórmula 1. Largando na pole position, ele manteve a posição na largada e viu a confusão entre o seu companheiro de equipa, Valtteri Bottas e Sebastian Vettel, quando o alemão bateu no finlandês. Ambos tiveram que ir para as boxes, com o piloto da Ferrari a ser punido em cinco segundos pela direcção de prova.
Foi a 65ª vitória de Hamilton. Max Verstappen foi o segundo colocado, seguido por Kimi Raikkonen, que superou Daniel Ricciardo no final. Ainda deu tempo de Vettel se recuperar, mesmo tendo que pagar a penalidade, finalizando em quinto. O outro envolvido no incidente inicial, Bottas foi o sétimo colocado.
A largada do GP da França foi agitada, com o toque de Vettel em Bottas, além da batida entre Esteban Ocon e Pierre Gasly, chamando o Safety Car antes mesmo do complemento do primeiro giro. O alemão e o finlandês tiveram que ir às boxes, devido aos danos. A FIA ficou de investigar os dois incidentes.
A relargada aconteceu na sexta volta, e de maneira limpa, com Hamilton na ponta, seguido de Verstappen, Sainz, Ricciardo, Magnussen e Leclerc. Na nona volta, o australiano da Red Bull superava Sainz pelo terceiro posto. Logo depois, a FIA anunciou cinco segundos de punição a Vettel, por ter causado a colisão sobre Bottas na primeira curva.
O alemão começou a escalar o pelotão e na 15ª volta já ocupava a oitava posição e Bottas a 11ª. Enquanto isso, Hamilton abria quase quatro segundos sobre Verstappen. E Vettel não diminuiu o ritmo, conseguindo o quinto lugar na 20ª volta, mas ainda com a punição de cinco segundos.
Na metade da prova, a dúvida entre pilotos e equipas era sobre se a chuva chegaria ao autódromo, podendo mudar as estratégias de todos. Verstappen não quis esperar e foi o primeiro a parar, colocando o composto macio. Ricciardo fez o mesmo na 29ª volta. Ao mesmo tempo, Pérez abandonava com problemas mecânicos.
Outro a receber punição de cinco segundos foi Grosjean, por causar acidente ainda na primeira volta. Hamilton parou na 34ª volta, colocando pneus macios. Ele voltou no segundo posto, atrás de Raikkonen, que ainda não havia parado. A alegria do finlandês durou apenas uma volta, quando teve que fazer seu pit stop, calçando pneus supermacios. Ele voltou atrás de Vettel, mas manobrou sobre o seu companheiro de equipa pela quarta posição, faltando 13 voltas.Em seguida, Bottas fez a sua paragem e também colocou supermacios. Logo depois, Vettel também parou, pagando os cinco segundos e voltando na quinta posição. Nas provas finais, Raikkonen e Ricciardo protagonizaram um pega emocionante pelo terceiro lugar, com o piloto da Ferrari a levar a melhor. Ainda deu tempo da Williams ver os seus dois pilotos lutarem pela 15ª posição e Lance Stroll a ter um pneu estourado e ter que abandonar. O safety car virtual foi accionado, a faltarem três voltas, mas por pouco tempo.
Com extrema tranquilidade, Hamilton cruzou em primeiro, mais de sete segundos à frente de Verstappen, seguido de Raikkonen.  A próxima etapa da Fórmula 1 acontece na Áustria, no próximo fim de semana.