Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lewis Ncube reeleito presidente da FIDE frica

Joo Francisco - 06 de Outubro, 2018

Sul-africano esteve em Angola recentemente para fortalecer as relaes de amizade

Fotografia: DR

O sul-africano Lewis Ncube, indicado pela Federação de Xadrez do seu país, foi reeleito ontem na Assembleia eleitoral continental em Betumi, República da Geórgia, presidente da Federação Internacional de Xadrez para a África. O mandato tem a duração de quatro anos a contar de 2018. O acto eleitoral decorreu à margem da 43ª Olimpíada, encerrado na sexta-feira.
Lewis Ncube concorreu ao cargo de presidente de direcção da FIDE África contra a lista do tswanês Tsepo Sitale, que contava na vice-presidência o angolano Tito Martins. Kezzie Msukwa é a Secretária Geral.
A vitória de Lewis Ncube contou com o apoio de Tsepo Sitale. O tswanês desistiu do plebiscito na véspera das eleições, após forte negociação. Agora, assume o cargo de vice-presidente da FIDE África.
Se a África do Sul festeja a eleição, Angola também tem motivos para estar feliz. O presidente da Federação Angolana de Xadrez, Tito Martins, foi indicado para membro da Direcção Executiva da Federação Internacional de Xadrez (FIDE) para a zona 4.3 pelo russo Arcady Dvorkovich, o novo presidente da FIDE eleito também ontem.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, Tito Martins justificou que a indicação tem mais a ver com a eleição de Arcady Dvorkovich do que com Lewis Ncube.
\"Sinto-me satisfeito e honrado. Fui indicado para defender os interesses de África, da nossa zona e de Angola, em particular\", assim manifestou o contentamento pelo \"espírito de missão cumprida\" o engenheiro Tito Martins.
Angola está com uma das maiores delegações de todos os tempos em Betumi. O grupo é composto por 16 elementos. Tito Martins chefiou a comitiva integrada pela selecção masculina e feminina, o árbitro FIDE Abílio Ribeiro e o vice-presidente António Assis.
António Assis concluiu com êxito o Seminário de Treinadores. O Mestre Internacional Catarino Domingos também efectuou uma acção formativa e José Junqueira integrou um dos grupos técnicos do Congresso da FIDE.

ARKADY DIRIGE FIDE
O russo Arkady Dvorkovich bateu ontem as concorrências do grego Makropoulos e do britânico Nigel Short nas eleições ao cargo de presidente de direcção da Federação Internacional de Xadrez (FIDE), que decorreu em Betumi, Geórgia. O novo presidente foi eleito com 103 votos a favor contra 67 do britânico. Todas as Federações Nacionais africanas votaram a favor do russo.
Numa estratégia bem elaborada, Arkady Dvorkovich e Nigel Short negociaram às vésperas das eleições. O \"namoro\" começou na campanha eleitoral, quando o russo elogiou o britânico numa entrevista concedida aos órgãos de comunicação social em visita a Angola. Naquela altura, disse: \"Nigel é um grande profissional que jogará um papel importante no xadrez mundial no futuro\". Em troca da desistência, Arkady Dvorkovich concedeu a pasta de vice-presidente da FIDE a Nigel Short. A luta pelo cadeirão ficou contra o grego Makropoulos.
Pesou a favor de Arkady Dvorkovich a experiência que carrega no dirigismo quer desportivo quer político. O sucesso do Mundial de Futebol da Rússia, em que foi o presidente do Comité Organizador Local, e o cargo de vice-primeiro Ministro do seu país foram essenciais na escolha. Por outro lado, foi indicado por Kirsan Nikolayevich Ilyumzhinov, presidente cessante da FIDE.