Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Libolenses batem Petrolíferos

Melo Clemente - 16 de Abril, 2017

Milton Barros esteve em grande na condução do jogo ofensivo do Libolo

Fotografia: José Soares

A formação do Atlético Petróleos de Luanda consentiu a sua segunda derrota consecutiva, ao perder ontem, no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva, diante do Recreativo do Libolo, por 75-83, em partida referente a última jornada da segunda volta da fase de grupos da 39ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em seniores masculinos, vulgo BIC Basket.

 Depois de ter visto o ciclo de triunfos quebrado pela equipa do 1º de Agosto, na sexta-feira, por 83-86, em pleno Pavilhão do Dream Space, em Viana, os libolenses regressaram as vitórias, frente a equipa tricolor que na dupla ronda somou nada mais, nada menos, do que duas derrotas consecutivas.

Apesar do triunfo da formação da vila de Calulo, o equilíbrio acabou por marcar o primeiro quarto, tendo o Atlético Petróleos de Luanda marcado 15 pontos, contra 19 da equipa visitante.

 Com o veterano Eduardo Mingas a liderar as ações ofensivas, fundamentalmente, nos dois primeiros quartos, a equipa do Recreativo do Libolo, actual vice-campeã nacional, conseguiu um parcial de 25-13, o que perfez 28-44, ao cabo dos primeiros 24 minutos.

 Nesta etapa, o internacional angolano, Eduardo Mingas, 38 anos de idade, era o mais inconformado do Libolo, com 16 pontos, contra 10 do seu companheiro de equipa, Milton Barros.

 E quando tudo indicava que os libolenses tinham praticamente a vitória assegurada, eis que os pupilos de Lazare Adingono reapareceram na partida, reduzindo uma vantagem de 16 pontos (28-44), para apenas um ponto de diferença 59-60, quando restavam dois minutos para o termo do terceiro período.

 O inevitável Olímpico Cipriano tratou de alargar a vantagem para quatro pontos (59-63). No fim deste período, a equipa visitante vencia por apenas dois pontos de diferença (63-65).

 No derradeiro quarto, o equilíbrio voltou a prevalecer, principalmente, nos primeiros cinco minutos, onde as defesas suplantavam  os ataques.

 Entretanto, os actuais vice-campeões nacionais superiorizaram-se nos últimos sete minutos, ao contrário dos petrolíferos da capital que ressentiram sem sombras de dúvidas do desaire sofrido na véspera diante do Grupo Desportivo Interclube, por 74-82.

 O jovem Pedro Bastos, extremo base, voltou a estar em grande plano, marcando 22 pontos, em 34 minutos e 54 segundos, sendo por isso, o cestinha da partida.

 Do lado do Recreativo do Libolo, Eduardo Mingas e André Herris, marcaram 18 e 15 pontos respectivamente.
 
Valdelicio Joaquim foi o rei dos ressaltos, com nove, sendo um ofensivo e oito defensivos.

 Ainda ontem, para a última jornada do Grupo A da segunda volta do BIC Basket, o 1º de Agosto que na véspera havia superado o todo poderoso Recreativo do Libilo, por 83-86, vergou a formação do Progresso Associação do Sambizanga, no Pavilhão Anexo número dois da Cidadela Desportiva, por 75-81.

 Já o Grupo Deportivo Interclube derrotou o Clube Desportivo da Marinha, por 73-78.

 O Recreativo do Libilo terminou a fase de grupos na primeira posição, com 51 pontos, contra 45 e 44 do 1º de Agosto e Atlético Petróleos de Luanda, na segunda e terceira posições.

FICHA TÉCNICA

Comissário: Tony Sofrimento
Arbitragem: Clesio Francisco e ANTÓNIO Samuel.
Petro: Childo Dubdao (3  ), Edmir Lucas ( 2 ), Pedro Bastos ( 22 ), Zola Paulo ( 0 ), Teotônio Dó ( 0 ), Leonel Paulo ( 8 ), Domingos Bonifácio (0  ), Abou-Bakar Gakou (  0), Hermenegildo Mbunga (  6 ), Joaquim Pedro ( 8 ), Gerson Gonçalves (13 ), Reggie Moore ( 13 ).
Treinador: Lazare Adingono

Libolo: Francisco Sousa ( 0 ), Olimpio Cipriano (11  ), André Harris ( 15), Elmir Félix (7), Jakel Foster ( 2), Antônio Deogracio ( 0), Valdelicio Joaquim (10  ), Jorge Taty (  0), Eduardo Mingas ( 18), Joseney Joaquim (  0), Benvindo Quimbamba (7), Milton Barros (13).
Treinador: Hugi Lopez
 Marcha do marcador: 15-19,
28-44, 63-65, 75-83