Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Licena desportiva tem renovao anual

Helder Jeremias - 30 de Março, 2019

Pilotos angolanos comeam a viver a exigncia da FIA e da FIM

Fotografia: DR

Na perspectiva de filiação de Angola junto da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e da Federação Internacional de Motociclismo (FIM), os pilotos nacionais estão obrigados a renovar as licenças desportivas anualmente. A deliberação foi tomada na segunda reunião do Conselho de direcção realizada terça-feira última, em Luanda.

\"Informa-se a todas as Associações provinciais, organizadores de corridas e pilotos que está interdita a participação em corridas oficiais e campeonatos da FADM o piloto sem a licença desportiva. A medida está inserida no regulamento de emissão de licenças desportivas da FADM, Código Desportivo Internacional e regulamentos desportivos da FIA e FIM\", lê-se no documento.

A deliberação sobre as licenças desportivas faz parte dos aspectos cadentes em torno do novo figurino das competições discutidos no conclave, que teve como pano de fundo os preparativos do arranque da época 2019.

O comunicado assinado por Isaque Rodrigues \"Zazá\", secretário-geral da FADM, adverte que \"todos os pilotos que ascendam às classes superiores de AGP 600, EVO 600 (motociclismo), 250cc e 450cc (motocross) não poderão, por ética desportiva, competir em classes inferiores\". O documenta lembra que \"a idade limite para as categorias de formação, FZ (karting) e 150cc (motocross) é de 16 anos\".

O Jornal dos Desportos apurou que a maior parte dos pilotos inseridos na jornada inaugural do Campeonato Angolano de Velocidades (em automobilismo e motociclismo) marcado para hoje, na cidade de Moçâmedes, já tem em posse as licenças renovadas e emitidas pela primeira vez.

As reformas em execução na Federação Angolana de Desportos Motorizados fazem parte do pacote de recomendações deixadas pelo Director Regional da FIA para a África, Stephen Harding, e pelo representante da FIM, Andreas Brandel, no Segundo Encontro Nacional dos Desportos Motorizados, realizado no dia 21 de Fevereiro em Luanda.

Acompanhados do Administrador da Federação Namibiana de Desportos Motorizados, os especialistas da FIA e da FIM falaram sobre as vantagens de Angola filiar-se nas duas instituições que supervisionam o automobilismo e motociclismo mundial. As duas entidades tiraram boas ilações sobre as potencialidades do país para alcançar altos níveis desportivos a médio prazo.

A admissão de Angola vai ser decidida durante a próxima Assembleia-Geral da FIA e da FIM marcada para a Dezembro do corrente ano em França. O período que antecede o conclave serve para avaliação mais consentânea sobre o cumprimento de todos os requisitos necessários.