Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lobito acolhe nacional de estrada

Jlio Gaiano, no Lobito - 13 de Junho, 2013

Prova de fundo pode animar as festas da cidade de Lobito

Fotografia: Jornal dos Desportos

A direcção da Federação Angolana de Atletismo (FAA) e a Administração Municipal do Lobito pretendem co-organizar uma prova de atletismo no percurso de 10 mil metros por estrada. O evento, pode congregar os melhores fundistas do país, está inserido no aniversário dos 100 anos que a cidade comemora no próximo 2 de Julho.

O vice-presidente da FAA, Adriano Nunes, que revelou o facto, assegurou ao Jornal dos Desportos que uma equipa técnica afecto àquele órgão federativo vai estar nos próximos dias no Lobito para junto das autoridades locais tratarem dos detalhes inerentes à prova.

“Tivemos uma conversa preliminar sobre o assunto com as entidades locais. Desse contacto que mantivemos, ficou decidido que as partes devem amadurecer a ideia da realização nesta cidade. Espero que sejamos bem-sucedidos e que a mesma seja coroado de êxito, pois os lobitangas merecem tal proeza”, augurou.

Instado a comentar sobre o programa gizado pela FAA no que tange à massificação e fomento da modalidade no país, o dirigente federativo salientou que está em curso a execução de um programa tendente a desenvolver o atletismo em todo o país, numa primeira fase a potencialização e preservação das conquistas já alcançadas.

“O atletismo está no bom caminho e com tendência a melhorar ainda mais. Estamos a desenvolver um programa sério e exequível com fortes pretensões de voltar aos velhos tempos de glória. Aliás, a realização do ‘nacional’ de meia -maratona na cidade do Lobito explica isso mesmo.

Precisamos resgatar e aumentar o número de praticantes e, mais do que isto, devolver a mística aí onde o atletismo já foi referência. A província de Benguela é uma delas”, afirmou.

No campeonato nacional de meia -maratona, que recentemente a cidade do Lobito albergou, participaram 23 fundistas, com o registo de uma desistência a meio do percurso (taxado em 22 quilómetros).

O lobitanga Arão Tito, no mínimo, deixou-se bater pela concorrência da única participação feminina (Alcíria Pinto, do 1º de Agosto) que cortou a meta na antepenúltima posição da geral, com o registo de 1h31min32s.

Para o “vice” Adriano Nunes, a prova foi bem-sucedida e que serviu para testar o nível de organização local. Por isso, espera que a mesma volta acontecer no esperado certame que a cidade do Lobito se prepara para organizar nos próximos dias.
JÚLIO GAIANO, NO LOBITO