Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lobito Big Game arranca hoje

Álvaro Alexandre - 24 de Março, 2013

Clube Náutico do Lobito testemunha, o arranque hoje da IX edição

Fotografia: Jornal dos Desportos

A marina do Clube Náutico do Lobito testemunha hoje, a partir das 7h00, o arranque da IX edição do concurso de Pesca Desportiva “Lobito Big Game Fishing Tournament de 2013” que conta com a participação de 48 embarcações. As embarcações levam 196 pescadores que começam hoje a concretizar os objectivos traçados, para percorrerem as 50 milhas da região marítima do Lobito, com a finalidade de capturarem grandes quantidades de marlins, veleiros, dourados, wahoos e atuns. A prova garante o título nacional e a quarta vaga de acesso ao Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva de 2014, marcado para Abril, na Costa Rica.

Em função dos resultados produzidos no torneio da época transacta, ganho pelo Team Dourado, com 3452,4 pontos, são apontados como potenciais candidatos ao pódio o campeão em título, INAR-TTB, Chicucuma, Feras do Bába, Kapyapya, Captain Love, Turma do Cabelo Mau, Team Zorba, Toca e Fica, Piratas, Só pra Contrariar, Bravos da Baía, Nabos, Kalunga Weto e Anfiris. No último torneio foram capturados 69 marlins e 128 veleiros. O maior marlin, de 336,5 kg, foi pescado por José Marques, do Xiripiti, o maior veleiro de 60,9 kg por Carlos Moran, dos Marlinheiros, o wahoo de 22,5 kg por Karl Pitra, do Team Delta, o atum de 44 kg por Marco Couto, dos Tubarões, e o dourado de 25 kg por Brian Freed dos Caipirinheiros.
                          ALVARO ALEXANDRE



MUNDIAL DA COSTA RICA
Iain Nicolson exalta Angola



O representante da International Game Fish Association (IGFA) em Angola, Iain Nicolson, reconheceu ontem, em Luanda, os grandes avanços que se registam na pesca desportiva nacional. O dirigente da IGFA justificou que a “gigantesca” delegação angolana no Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva de Alto Mar a decorrer de 15 a 19 do próximo mês, na cidade costa-riquenha de Quepos, se deve às conquistas dos pescadores nacionais. O também capitão da equipa Marlinheiros, Iain Nicolson, disse que a International Game Fish Association está atenta aos passos de desenvolvimento que estão a ser dados pela pesca desportiva angolana.

“Os níveis de concurso que se realizam no país merecem respeito em todo o mundo. É a primeira vez que Angola vai ter mais de três equipas no campeonato do mundo”, disse. Iain Nicolson afirmou que inicialmente estavam inscritas dez equipas, mas com a desistência do Xiripiti, a delegação angolana ficou reduzida a nove formações que vão disputar o Campeonato do Mundo de 2013. As 68 equipas participantes no Mundial de Quepos, das quais nove são angolanas, obtiveram qualificação num total de 150 torneios e cada uma vai representar o nome do torneio em que obteve o apuramento.

Angola organizou dez provas e conseguiu apurar os Dragões (Big Blue Cup), Lampas (Billfish Challenge), Marlinheiros (Campeonato de Pesca do Alto Mar de 2011/2012), Os Malembeiros (Torneio Aniversário do Clube Naval de Luanda), Team Delta (Campeão Nacional - Lobito Big Game Fishing Tournament), Team Dourado (Olupitu Fishing Tournament), Team Release (Grand Slam Sportfishing Tournament), Terlicos (Blue Marlin Race CNIL) e Tudo Fish Fishing Team (Luanda Sailfish Classic).

O representante da IGFA assegurou que das 68 equipas pré-inscritas apenas 65 já têm garantido o direito de participação e cinco têm as inscrições condicionadas. “A organização está com dificuldades em assegurar as embarcações para todas as equipas inscritas. Angola e os Estados Unidos são os países com maior participação, com nove cada. Em seguida estão o Brasil (7) e Austrália (5)”.

PARTICIPANTES

A organização do Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva divulgou a lista das equipas inscritas e as espécies de peixe pontuáveis no Campeonato do Mundo da Costa Rica. Na prova vão estar os representantes de Angola, Samoa, Austrália, Bahamas, Barbados, Brasil, Canadá, Ilhas Canárias, Costa Rica, Croácia, Ilhas Caimão, Estados Unidos, Equador, Espanha, Guatemala, Honduras, Itália, Quénia, Nova Zelândia, Ilhas Martinica, México, Papua Nova Guiné, Panamá, Portugal, São Martin, Tonga, Turs e Caicos, Trinidad e Tobago, Vanuatu e West Coast Salmon Masters.

As regras do concurso são as universais, as mesmas aplicadas em Angola. “O formato é similar ao do nosso país, com cem por cento de captura e soltura dos peixes de bico, usando linha da classe 30 libras e o uso da filmagem. As pontuações para os peixes de bico: 500 pontos para blue, black, striped marlin ou espadarte, 200 pontos para veleiros/spearfish”, concluiu. O regulamento da prova permite que cada equipa leve à balança duas espécies com peso mínimo de 25 libras (11,3 kg). A classe contempla o atum yellowfin e bigeye, wahoo e dourado.