Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lorenzo assume liderança do Mundial

09 de Maio, 2016

Espanhol afasta na tabela de classificação Marc Márquez da Honda Repsol

Fotografia: AFP

O sorriso estampado no rosto espelha a felicidade. Jorge Lorenzo venceu ontem no circuito de Le Mans a quinta etapa da época 2016 da MotoGP. Foi pela segunda vez que o espanhol da Yamaha subiu ao pódio mais alto na temporada. Com óptima largada, na pole position, o campeão em título apenas preocupou-se em levar a moto para casa, a fim de garantir mais uma vitória.

Com mente fria, Jorge Lorenzo limitou a acelerar para se livrar dos principais adversários na largada. Não tardou. As duas Ducati pareciam complicar a vida do campeão. Primeiro, Andrea Dovisiozo acompanhou o ritmo de Lorenzo e depois Andrea Iannone. O segundo superou o colega, apertou o ritmo, mas não teve a sorte do piloto da Yamaha.

 Numa das curvas, pressionado por Marc Márquez, Iannone foi ao chão em simultâneo com o bicampeão da Honda Repsol.Com a exclusão de Iannone e Márquez, Jorge Lorenzo ficou tranquilo para mais uma vitória e, de sobra, assumir a liderança do Campeonato Mundial de Pilotos.Para coroar o bom momento da Yamaha, Valentino Rossi terminou a prova em segundo lugar.

O italiano veterano largou do sétimo lugar da grelha. Com destreza, ganhou posições atrás de posições até chegar ao segundo lugar mais alto do pódio.Com abandonos de Marc Márquez e Andrea Dovisiozo, Maverick Viñales subiu ao terceiro lugar do pódio rebocado pela sorte, quando restavam 13 voltas. É pela primeira vez que um piloto da Suzuki, na categoria, ascendeu ao pódio.Sem histórias emocionantes, Dani Pedrosa não teve forças para elevar as cores da Honda Repsol e contentou-se a bater palmas no quarto lugar, seguido de Pol Espargaró, Aleix Espargaró, Danilo Petrucci, Hector Barberá, Álvaro Bautista e Stefan Bradl.

O FILME DA CORRIDA

Em menos de trinta segundos, Jorge Lorenzo já tinha vantagem confrontável sobre os adversários. A boa largada e aceleração rápida levou-o a separar do pelotão. Andrea Dovizioso também teve boa largada e superou Marc Márquez na segunda posição. O espanhol da Honda Repsol também sentiu a febre da outra Ducati passar por si. Baixou para o quarto lugar. Após a primeira volta, Lorenzo liderava, seguido de Dovizioso, Márquez e Pol Espargaró.

O multicampeão saiu da sétima posição. Com 26 voltas para o final da prova, Valentino Rossi já havia conquistado duas posições, com direito a ultrapassagem de Pol Espargaró. A agitação no Grande Prémio da França tomou conta do circuito francês. Maverick Viñales subia de posições e apareceu em sétimo. Lorenzo, à frente, apresentava uma confortável vantagem sobre Dovizioso: 0s601.

As duplas da Ducati entram na disputa. Iannone superou o colega. A maldição da Ducati surge mais uma vez, mas desta para atinge adversário.Quando diminuía a diferença de mais de 1s do primeiro classificado, na recta oposta Iannone escorregou com a moto e foi parar ao chão. Com 19 voltas, Lorenzo não tinha adversários próximos. Rossi mostrou grande desempenho na prova em Le Mans. Com uma aceleração arrojada, ultrapassou Márquez e tomou o último lugar do pódio. Não satisfeito, acelerou no encalço de Dovizioso na segunda posição.

Não demorou muito para que o italiano superasse o adversário da Ducati. Assumiu a segunda posição. Alcançar Lorenzo seria uma tarefa difícil, já que a diferença dos companheiros era de 5s. Com 13 voltas para o final algo bastante imprevisível aconteceu. Quando Dovizioso e Márquez vinham para tentar alcançar Rossi, ambos os pilotos caíram simultaneamente na curva 7. O espanhol da Honda tentou voltar para a prova.Com tamanha mudança no pelotão, o top-5 no momento era Lorenzo, Rossi, Viñales, Pedrosa e Aleix Espargaró. Mais duas quedas para a conta da prova francesa. Agora as vítimas foram Jack Miller e Bradley Smith.


DO CAMPEONATO
Campeão comemora

a vitória e comandoJorge Lorenzo fez uma pilotagem perfeita ontem e venceu com tranquilidade em Le Mans. O espanhol não deu espaço para a ameaça das Ducati, que tiveram um início forte, e, no fim, completou a prova com 10s654 de vantagem sobre Valentino Rossi, o segundo classificado.O actual campeão e, agora, líder do campeonato falou que a corrida foi longa e precisou manter a concentração o tempo todo. Disse também que só respirou, quando dois dos seus rivais ficaram pelo caminho ao mesmo tempo.

"A corrida foi muito longa, parecia que nunca ia acabar. Queria manter o meu ritmo e não perder a concentração, por isso não parei de acelerar. Quando Dovizioso e Márquez caíram, sabia que poderia respirar um pouco mais aliviado", disse Lorenzo após a prova francesa.O número 99 também fez questão de falar sobre a sua condição no campeonato.

"Essa foi uma corrida muito importante, sabia que poderia vencer e, agora, recuperei mais de 20 pontos sobre Márquez, foi um grande trabalho. É um óptimo resultado para o campeonato", encerrou.Com os 25 pontos conquistados ontem, Jorge Lorenzo chegou a 90 e assumiu a liderança no campeonato. Marc Márquez caiu para o segundo (85) e Valentino Rossi (78) é o terceiro na tabela.

ROSSI RECONHECE
LARGADA RUIM

O início do final de semana francês de Valentino Rossi foi difícil, mas terminou de maneira bastante positiva. Ontem, aconteceu o Grande Prémio da França e após largar no pelotão do meio, o piloto fechou o dia na segunda posição.Quando falou sobre a corrida, o titular da Yamaha revelou que a sua largada foi ruim, o que prejudicou o início de prova, mas logo se recuperou para subir de posição no pelotão e terminar no segundo lugar.

“Foi uma corrida bastante complicada, pois perdi muito tempo no início. Mas isso é normal, quando se larga da terceira fila. A minha saída foi bem ruim.
Depois, tinha um bom ritmo e era um pouco mais veloz se comparado com Dovizioso e Márquez”, afirmou.O italiano realçou que não tinha condição para chegar ao lugar mais alto do pódio.“Quando cheguei à frente, dei algumas boas voltas, mas Jorge Lorenzo estava muito longe; de qualquer maneira, tinha um ritmo melhor e estava mais forte”, disse.Valentino Rossi não escondeu a satisfação em terminar no pódio. O italiano celebrou os pontos conquistados. “De qualquer maneira estou muito feliz, pois o final de semana estava bastante complicado, e esses 20 pontos são muito importantes para o campeonato”, encerrou.

VIÑALES REGISTA
PRIMEIRO PÓDIO

O domingo foi especial para Maverick Viñales. O jovem piloto espanhol conseguiu o seu primeiro pódio na principal categoria do Mundial de Motociclismo, no Grande Prémio da França, vencido por Jorge Lorenzo.Viñales largou em oitavo e teve um início apagado em Le Mans. Caiu para nono, mas ganhou terreno paulatinamente, sobretudo, com as quedas dos adversários à frente. No fim, conseguiu um inédito terceiro lugar.O número 25 falou que a corrida foi complicada e pilotou no limite. E no fim, a sua única preocupação era segurar a Honda de Dani Pedrosa.

"Foi uma corrida bastante difícil. Nas primeiras voltas, perdi muitas posições e a primeira curva foi complicada. Recuperei, quando estava no fundo. Fui até o limite. Assim que estava em terceiro, só tive de segurar o Pedrosa", comentou em entrevista após a prova em Le Mans."A moto estava muito boa, sentia-me bem, estou muito feliz e gostaria de agradecer a equipa; todos fizeram um óptimo trabalho", acrescentou o piloto espanhol.A próxima etapa da MotoGP acontece a 22 de Maio, com o Grande Prémio da Itália, em Mugello.