Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lorenzo augura vitria na ustria

11 de Agosto, 2017

Espanhol lembra boa performance da Ducati

Fotografia: Nikolay Doychinov| AFP

Com o pé direito, Jorge Lorenzo abriu a segunda metade da época\'2017 da MotoGP. No seu ano de estreia pela Ducati, o número 99 sentiu-se mais confortável com a  nova carenagem introduzida pela casa de Bolonha e vai para o GP da Áustria a sonhar com a vitória.
No último fim de semana, em Brno, Lorenzo liderou as três primeiras voltas da corrida, mas a mudança climática cobrou um preço alto do espanhol, especialmente, porque a Ducati não tinha a moto reserva preparada no momento em que Jorge fez o seu pit-stop.

A caminho do Red Bull Ring, onde a Ducati mostrou uma performance dominante no ano passado, Lorenzo acredita que vai ter uma oportunidade de mostrar a sua evolução.

\"Nunca se sabe! Tinha opções de vencer a corrida no último domingo, mas tive azar com a mudança das condições climatéricas e virou uma corrida flag-to-flag, o que para mim é sempre complicado\", comentou.

O espanhol assegurou que \"se a corrida fosse na chuva\" tinha a oportunidade de vencer. Contudo, \"gostaria de vencer também no tapete seco\", disse.

Quanto à próxima corrida, disse que \"o circuito da Áustria é melhor para a Ducati\". \"Vamos ver se estou pronto o bastante para lutar pela vitória\", considerou.Jorge Lorenzo disse que gostaria de ter a Áustria \"no fim da época\", pois estaria \"melhor preparado e mais natural com a moto\". \"É melhor agora do que na primeira etapa\", ponderou.

O bicampeão disse que chegaram a um \"bom momento\", porque encontraram \"algo na moto que me dá mais confiança\".\"Sou mais rápido e mais consistente\", disse.

A confiança renovada de Jorge Lorenzo é também fruto da estreia de uma nova carenagem da Ducati em Brno. \"Ajuda na entrada de curva e na travagem, mas também no meio das curvas\", indicou.O espanhol revelou a sua competência técnica: \"Sou piloto que precisa de muito contacto na dianteira, porque coloco o peso do meu corpo muito longe da moto. Então, preciso sentir a parte de frente tocar no chão. Do contrário, sofro. Essa carenagem dá-me muito mais prós do que contras para a minha pilotagem\".

Sobre o colega de pista, disse que \"Andrea Dovizioso testou, mas está em dúvida. Sente-se melhor na travagem, melhor na aceleração, mas não gosta de algumas outras áreas\".

\"Não sinto tantas coisas negativas, fora a velocidade máxima. É difícil chegar ao nível das velhas asas, mas foram feitas para isso\", considerou.

Questionado sobre a razão de preferir usar uma versão reduzida na nova carenagem, Lorenzo explicou: \"No momento, não muda muito. Temos de estudar um pouco mais, mas é uma diferença bem pequena\".

Dono do quarto melhor tempo no teste de segunda-feira, Lorenzo reforçou que a sua evolução não é apenas fruto da nova carenagem.
\"Não é só por isso. Usei as asas todo o fim de semana e continuei a usar hoje, mas também encontramos um acerto que vai ser muito importante para ser rápido, mais confiante para a minha pilotagem. Por isso, estamos muito satisfeitos com o teste\", explicou.

Além de trabalhar com o acerto e a nova carenagem da Desmosedici, o espanhol aproveitou o teste em Brno para ensaiar um novo braço oscilante.

\"Uma pequena diferença. Precisamos estudar um pouco mais quais são os ganhos e as perdas\", opinou.

O teste tcheco serviu também para que a Michelin pudesse fazer uma primeira prova de pneus de 2018. O comentário geral é que foi \"um pouco pior, um pouco mais de vibração\". Lorenzo espera que \"tragam outro para ser testado\".


NA ÁUSTRIA
Dovizioso reconhece
favoritismo da Ducati

A Áustria foi o palco do fim de um longo jejum da Ducati em 2016, mas Andrea Dovizioso não espera ver a Desmosedici tão dominante em Bolonha neste fim de semana. Na visão do número 4, o fim das asas aerodinâmicas vai cobrar um preço no Red Bull Ring. Pioneira no desenvolvimento das asas, a Ducati foi quem mais se queixou do veto ao recurso e procura alternativas para compensar a diferença.
Na última segunda-feira, durante o teste colectivo de Brno, Dovizioso testou a nova carenagem desenvolvida em Bolonha, e encontrou pontos positivos na peça.

“Se considerarmos o resultado do ano passado, na Áustria, certamente estamos entre os favoritos, mas este ano a situação é diferente, porque sem as asas não vai ser fácil encontrar a mesma velocidade”, disse Dovizioso.

“Embora o resultado em Brno não tenha sido o que esperávamos, no geral, estou satisfeito com a nossa performance no fim de semana na República Tcheca, apesar de, no fim, infelizmente termos perdido muitos pontos na classificação do campeonato”, seguiu.

“Na segunda-feira, no teste oficial, testamos a nova carenagem e foi bom. Então, estou confiante para esta corrida. Acredito que podemos ser competitivos desde o início do fim de semana”, completou.