Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lotus contrata espanhola

28 de Fevereiro, 2015

Carmen Jordá passou três anos na GP3 depois de festejar o pódio noutros momentos da carreira

Fotografia: AFP

A espanhola Carmen Jordá, de 26 anos, vai ter a oportunidade de conduzir pela primeira vez, um carro de Fórmula 1, na carreira. A Lotus anunciou na quinta-feira, a contratação de Jordá para ser piloto de desenvolvimento em 2015.

A espanhola vai participar de um intensivo programa de simulação e deve testar o carro E23, na pista, em algum momento da época, segundo a equipa. Jordá também vai ser submetida a exercícios físicos intensos, para  adaptar-se a um carro de Fórmula 1.

Carmen Jordá corre desde os dez anos de idade e tem como sonho conduzir um carro de Fórmula 1 desde muito jovem. Trabalha intensamente para melhorar como piloto, assim como ajudar no desenvolvimento do carro.

O sonho de Jordá só vai ficar completo, quando ingressar de forma definitiva na categoria. Em entrevista à imprensa, a espanhola “isso é apenas o início e os maiores desafios devem vir, mas fazer parte de uma equipa com tanta história já é uma honra”.

Carmen Jordá passou os últimos três anos na GP3 e teve como melhor resultado um 13º lugar. Filha do ex-piloto José Miguel Jordá, começou no kart aos dez anos de idade. Os melhores resultados da sua carreira foram alcançados em 2008, com três pódios e o quarto lugar geral na Taça da Espanha.

Em 2009, competiu no Campeonato Mundial de Endurance e foi para os EUA disputar a Indy Lights, categoria de acesso à Fórmula Indy.

Na Lotus, a espanhola vai ter como companheiros Pastor Maldonado e Roman Grosjean, pilotos principais e Jolyon Palmer, suplente. Jordá vai juntar-se a Susie Wolff, a única mulher contratada por uma equipa na Fórmula 1, actualmente. No fim do ano passado, a escocesa substituiu o brasileiro Felipe Nasr, hoje na Sauber, como piloto de testes da Willians.

FELIPE MASSA
ELOGIA FW37

Os treinos oficiais de pré-época da Fórmula 1 terminam amanhã no circuito de Catalunha e o equilíbrio marca as principais equipas. Depois da Mercedes deixar a sua marca de potencial vencedor, a Williams deu a  graça com o brasileiro Felipe Massa, no quinto dia de testes.

Felipe Massa mostrou-se satisfeito com o resultado e elogiou o carro da época 2015. Com pneus macios, o brasileiro deu 103 voltas ao circuito e marcou 1min23s500, o melhor tempo do dia.

Após o resultado em Barcelona, Massa declarou à imprensa “foi um bom dia para a equipa e o carro comportou-se bem”. Mais adiante, esclareceu que o grupo ao tentar usar o pneu macio novo, pretendia ter algumas voltas rápidas.

Massa também aproveitou para apontar que o FW37 - monolugar da Williams para 2015 - não apresentou nenhuma falha até o momento na pré-época.

“O FW37 nunca mostrou um sinal de problema e assim tem sido desde que chegamos para o primeiro teste em Jerez. Temos muito trabalho e isso, parece estar a resultar”, declarou.

O brasileiro regressa hoje às pistas, depois de dar lugar a Valtteri Bottas na sessão de treinos de ontem.


FIA
Marussia volta
aos circuitos


A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) confirmou ontem o regresso da Marussia à Fórmula 1, ao actualizar a lista de equipas inscritas no Mundial de Construtores. Com a volta da equipa, que passou a chamar-se Manor-Marussia, o campeonato volta a contar com dez equipas.

A Marussia entrou na lista actualizada ao ser aprovada pela FIA, etapa determinante para a volta da equipa à F1. Depois desse passo, a equipa precisa adequar-se ao regulamento da época'2015 e vai ter de obter uma Super-licença para o piloto britânico Williams Stevens, de 23 anos. Além disso, a Marussia ainda vai ter de anunciar o companheiro de Stevens no Mundial. O dinamarquês Kevin Magnussen, actual suplente da McLaren, e o belga Stoffel Vandoorne são os mais cotados. Stevens foi anunciado nesta semana, numa demonstração de empenho da equipa em recuperar o seu lugar na grelha da F1.

A equipa afastou-se da categoria na parte final do campeonato de 2014. Sem condições financeiras, deixou de participar das últimas três provas do ano e foi entregue a administradores judiciais. A equipa, contudo, obteve novos investidores e retomou os seus esforços para competir em 2015.


Em Barcelona
Rosberg fecha dia
com melhor tempo


O alemão Nico Rosberg anotou o melhor tempo das duas semanas de testes de pré-época da Fórmula 1 em Barcelona. Ontem, assumiu a liderança da tabela de tempos do dia ao andar a 1min22s792, muito à frente do ritmo dos rivais.

A marca é a melhor dos treinos de pré-época da F-1 em Barcelona. Ontem foi o sexto dia de actividades no circuito da Catalunha. A primeira sequência de testes no circuito foi entre 19 e 22 de Fevereiro. A segunda teve início na quinta-feira e prossegue até amanhã.

O segundo lugar de ontem em Barcelona foi do finlandês Valtteri Bottas, da Williams. O piloto rodou a 1min23s995, superando por pouco o tempo estabelecido pelo brasileiro Felipe Nasr durante a manhã, 1min24s071. O brasileiro fechou o dia na terceira posição e dedicou a si a simulações de corrida no treino da tarde.

Nasr completou 136 voltas a bordo da sua Sauber, menos apenas do que o holandês Max Verstsappen, que deu 139 giros com a sua Toro Rosso. A quarta posição de ontem foi do alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, seguido pelo britânico Jenson Button, da McLaren.

O piloto inglês encerrou o treino com sentimento positivo, após completar 101 voltas. Na quinta-feira, teve uma actividade frustrante, já que um problema hidráulico permitiu que desse apenas sete voltas. Pastor Maldonado foi o sexto colocado, seguido por Verstappen, Daniil Kvyat e Nico Hulkenberg.