Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Luanda apresenta nova direcção

Hélder Jeremias - 11 de Janeiro, 2015

Federação dos Desportos Motorizados esteve na coordenação após a última direcção da Associação de Luanda ter cessado o mandato

Fotografia: José Cola

A direcção da Associação Provincial de Desportos Motorizados reúne-se amanhã à tarde numa das unidades hoteleiras da capital para tratar dos detalhes em torno da realização da conferência de imprensa para apresentação dos corpos sociais cooptados para gerir os destinos da modalidade até Janeiro de 2017. A informação foi dada pelo membro dinamizador do desenvolvimento desportivo, Isaque Rodrigues “Záza”.

Em abordagem à nossa reportagem, Zazá informou que o conclave preliminar serve para definir a data e local concretos em que se vai  levar a cabo o encontro com os profissionais de informação.

Liderados pelo antigo piloto de GTS, Bruno Albernaz, o elenco directivo da Associação é constituído por personalidades dotadas de profundo conhecimento do desporto motorizado, motivo que abre grandes perspectivas para a época 2015, de acordo com Isaque Rodrigues.

“A Associação Provincial passou da idealização para a realidade, pois todas as estruturas estão integradas, para que o seu funcionamento possa reflectir-se nos desígnios da classe. Daí resulta a incontestável necessidade de uma apresentação pública do seu quadro orgânico e das linhas de força que  vão nortear a direcção do leme até 2017”, disse Isaque Rodrigues Zazá.  Além dos órgãos de comunicação social, também vão estar na conferência, dirigentes de equipas, pilotos e promotores de eventos, cuja pretensão é de se informar sobre as bases estabelecidas para que a revitalização da Associação, extinta há pouco mais de dois anos, sirva para alcançar os objectivos almejados pela classe. O Jornal dos Desportos apurou a grande ansiedade no seio dos pilotos e de dirigentes desportivos, assim como de alguma apreensão, uma vez que a direcção antiga, liderada pelo ex-presidente Márcio Ruivo, cessou o mandato de quatro anos antes de entregar o testemunho aos novos corpos gerentes, devido à inexistência de nova candidatura. De lá para cá, os desportos motorizados na capital têm sobrevivido graças ao apoio institucional da Federação Angolana de Desportos Motorizados, Ministério da Juventude e Desportos e do trabalho de promotoras como a Roda & Eventos e a Ekuipa.