Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lubango organiza prova no domingo.

Gaudêncio Hamelay, no Lubango - 29 de Agosto, 2013

Lubango, vai organizar a tradicional prova dos 200 kilómetros

Fotografia: Jornal dos Desportos

A situação irregular da pista urbana do Lubango constitui a maior preocupação da organização da tradicional prova dos 200 kilómetros em automobilismo e motociclismo marcada para o próximo domingo no circuito da Nossa Senhora do Monte com a participação de pilotos das províncias de Benguela, Cabinda, Luanda, Huíla e Huambo. São esperadas 30 motos e 25 automóveis. Para garantir a segurança, o presidente da Associação dos Desportos Motorizados da Huíla, Ivan Santos, assegurou ao Jornal dos Desportos que os trabalhos de melhoria estão concluídos até sábado.

Quanto a outras condições, Ivan Santos garantiu que estas estão criadas para a realização da maior atracção das festas da Nossa Senhora do Monte, que se realizam anualmente na cidade do Lubango. A província da Huíla vai fazer-se representar na prova de automobilismo com os pilotos Sandro Dias “Riquito”, Mário Ferreira, Carlos Mendonça, Hergarte e Airton Velosa. A prova conta com a participação do Team Pumangol, uma equipa muito forte nas provas de turismo. Francisco  Guedes e Nuno são pilotos que ainda não confirmaram a inscrição. Danilson é o piloto “eleito” para representar as cores da Huíla na prova de motociclismo, onde vai enfrentar os veteranos Hélder Coelho “Vuty”, Dimas “Cowboy” e Dinho Máquina.

POLÍCIA NACIONAL
EM PRONTIDÃO

O Comando Municipal da Polícia Nacional do Lubango está em prontidão para garantir a segurança no circuito da Nossa Senhora do Monte que vai albergar os 200 Km da Huíla em automobilismo e motociclismo. De acordo com o comandante municipal da Polícia Nacional do Lubango, Superintendente-chefe, Fernando Domingos, o apoio policial está garantido desde que o circuito esteja em condições para o efeito.

O oficial da Polícia Nacional pede a máxima atenção, compreensão e colaboração da população para não violar as regras de segurança. Sem revelar o número do efectivo a colocar no perímetro do circuito, a alta patente da corporação policial garantiu existir um número suficiente de agentes.
“Medidas serão tomadas no concernente ao acesso ao circuito; vamos evitar situações de desentendimento entre o agente da Polícia e o cidadão”, afirmou Fernando Domingos. GAUDÊNCIO HAMELAY, NO LUBANGO