Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lus S Silva eleva prestgio

Hlder Jeremias - 21 de Outubro, 2014

Luis S Silva hasteia a bandeira angolana em diferentes palcos da Europa na recta final da poca desportiva

Fotografia: Dombele Bernardo

O piloto Luís Sá Silva elevou o seu prestígio internacional ao terminar na segunda posição da última prova do Campeonato Português Auto GP, disputada domingo último no circuito de Estoril. Depois de uma prestação ofuscada no Grande Prémio da Rússia da categoria GP Três, em Souchi, em que problemas técnicos inviabilizaram a sua ambição por um lugar no top dez, Luís Sá Silva voltou a erguer o nome do país com uma performance digna nos comentários emitidos pelos canais televisivos e jornais especializados na Europa. Os especialistas teceram a volta da capacidade de sofrimento.

Luís Sá Silva começou por se deparar com adversidades, quando problemas na bomba de gasolina o afastaram das qualificações. O angolano foi obrigado a partir na última posição da grelha de larga da corrida inicial. Com um ataque fulminante, Luis Sá Silva conseguiu terminar a prova no sétimo lugar.

Com a ordem da grelha invertida, o angolano largou na segunda posição da corrida seguinte, na qual voltou a revelar as suas habilidades aos comandos de monolugares. Foi um dos pilotos com as voltas mais rápidas. À semelhança da prova qualificativa, Sá Silva voltou a experimentar outro dissabor, quando a parte dianteira da asa se soltou e abrandou a velocidade do seu carro.

Num despique com o piloto brasileiro, António Pizziona, ex- Fórmula Um, o angolano que levava sete segundos de vantagem, teve de ceder lugar ao primeiro devido ao problema da asa dianteira. Contudo, mereceu elogios por ter corrido as quatro últimas voltas em grande estilo, não obstante o problema na aerodinâmica.

O treinador da Angola Racing Team, Nuno Pinto, mostrou-se orgulhoso "pela excelentes performance" do seu pupilo, sobretudo, na fase derradeira da época 2014.

"Estava a ser uma corrida brilhante, mas o problema com a asa dianteira fez o Luís perder uma vitória que merecia. De qualquer forma, estamos todos contentes e orgulhosos pela performance da Angola Racing Team", disse. Nuno Pinto vaticina resultados melhores nas provas subsequentes.

RECONHECIMENTO
Isaque Rodrigues elogia trabalho


O coordenador da promotora Rodas & Eventos, Isaque Rodrigues "Zazá", elogiou o desempenho do piloto angolano ao serviço da Angola Recing Team no Campeonato Português de Auto GP, em que obteve o segundo lugar da última prova, disputada domingo, no autódromo de Estoril.

Para o dirigente desportivo, as conquistas de Luís Sá Silva são uma prova de que a aposta em pilotos angolanos na alta competição deve ser tida em conta. O talento dos jovens pilotos permite levar a imagem do país na alta roda do automobilismo mundial.

Isaque Rodrigues sente-se reconfortado pelos comentários de especialistas dos canais televisivos europeus que sublinharam o facto de Luís Sá Silva ter aguentado quatro voltas com a asa dianteira solta e só ceder lugar a António Pizziona, piloto brasileiro com experiência na categoria de Fórmula Um.
O dirigente desportivo, cuja dedicação maior do trabalho recai para as classes de formação (karting), está convicto de que Angola vai estar representada na Fórmula Um brevemente. Para o efeito, aconselha os pilotos que almejam tal desiderato a seguirem os pressupostos daquela competição.

" Luís Sá Silva está o provar que pode levar o nome do país mais longe. Depois de se tornar o primeiro automobilista angolano a vencer uma prova na Europa, voltou a brindar-nos com o segundo lugar numa prova em que só não venceu, porque teve problemas poucos minutos antes do final", disse Isaque Rodrigues "Zazá".       
 Helder Jeremias