Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Lupupa amplia participaes

14 de Julho, 2018

Percurso mais longo complicou os pilotos nacionais

Fotografia: DR

A terceira edição do Rally TT Internacional do Lupupa, a ter lugar  em 2019, no município da Cela, Cuanza Sul, vai contar com um número mais alargado de países, depois do sucesso da última prova realizada há uma semana, que assinalou o 48º aniversário da fundação da cidade do Wako-Kungo.
O facto foi revelado pelo presidente do Conselho Administrativo da Multiparques, Leonel da Rocha Pinto, no final do evento, que contou com a participação de corredores de Angola, Congo Democrático, Portugal e Namíbia, num total de 40 corredores, distribuídos pelas classes TT (jeeps e carrinhas), M (motos duas rodas), Q (moto quatro) e E (Polaris e Buggys).
\"Para 2019, pretendemos aumentar o número de países. Vamos trabalhar no sentido de melhorar o nível de organização a cada ano, mas isso só é alcançado com investimento\", disse.
Leonel da Rocha Pinto assegurou que \"há muita gente a desejar conhecer Angola\", mas  tiveram de \"limitar as inscrições\" do evento por servir de \"balão de ensaio\".
\"Achamos que será possível alargar este número\", garantiu.
A inovação este ano consistiu no aumento do percurso por solicitação de um inspector  internacional que se deslocou ao Resort Lupupa Lodge, a base de todas as caravanas. Consequentemente, o grau de dificuldade foi acrescido para os pilotos em relação à edição passada. 
\"Por sinal, os corredores estrangeiros estão acostumados a essas dificuldades. Elogiaram o traçado, as andanças. Para nós, enquanto organizadores, acredito que cumprimos com o nosso objectivo: tornar esse evento em mais um Circuito Internacional\". 
A dupla portuguesa Rui Sousa/Carlos Silva não deu margem à concorrência e arrebatou o primeiro lugar da classe TT na prova pontuável para a terceira jornada do Campeonato de Angola de Rali Raid (CARR).
O congolês Frank Verhoestraete foi vencedor nas motos de duas rodas com o tempo de 2h14min11s, ao passo que em moto quatro, o namibiano Johannes Opperman subiu ao primeiro lugar do pódio ao cronometrar 2h20min24s.