Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Madaleno assume terceira posição

Helder Jeremias - 19 de Outubro, 2016

Tady Madaleno fez um arranque demolidor na segunda prova e provou que está mais esclarecido do ponto de vista técnico

Fotografia: Jornal dos Desportos

Tady Madaleno,  piloto ao serviço da equipa Mercenários, evidenciou-se ao vencer, de forma convincente, a quarta jornada do Campeonato Provincial de Supermoto de Luanda, disputada sábado e domingo, no circuito Arena Multiparques, localizado no km 30, em que deixou nas posições subsequentes Adilson Vieira e Zeferino Fernandes.

Denominado Grande Prémio TPA, o evento foi organizado pela promotora Cayatte Motorsport em parceria com a direcção da Associação Provincial de Desportos Motorizados de Luanda para celebrar o aniversário da Televisão pública de Angola, comemorado ontem, tendo o certame deixado bons indicadores quanto à próxima época desportiva.

Com o líder Helder Coelho "Vuty" a fazer uma prova razoável, na qual não foi além de 26 pontos no cômputo geral, Tady Madaleno tomou as rédeas da casa ao se impor na primeira prova, disputada sábado, em que obteve 25 pontos relegando Adilson Vieira e Vuty para as posições imediatas, quando o temível Victor barros teve de se contentar com a quarta posição, à frente de Adam Mahrok e Zeferino Fernandes, este último que, até então parecia estar confrontado com grandes dificuldade para readaptação.

Tady Madaleno fez um arranque demolidor na segunda prova e, mais uma vez, provou esta mais esclarecido do ponto de vista técnico, de modo que o positivo desempenho da sua motorizada serviu para o piloto gerir a sua vantagem com toda eficiência. O piloto resistiu dos ataques de Adam Manhrok e Zeferino Fernandes para cortar a meta com mais 25 pontos que lhe permitiu tirar mobilidade positiva ao nível da tabela classificativa.

"Trabalhei com muita intensidade para melhorar a minha prestação e o resultado corresponde ao esforço, não só da minha pessoa, mas como todos os integrantes da minha equipa, desde mecânicos, dirigentes e todos quanto puxaram para que essa vitória fosse uma realidade", frisou Tady Madaleno.

Depois de uma pálida prestação na corrida de sábado, Zeferino Fernandes apareceu mais ousado no domingo, com um performance que não permitiu veleidades para o terceiro classificado, Adam Mahrok, Victor Barros, Adilson Vieira e Helder Coelho "Vuty", este que viu os seu desempenho declinar ainda mais.

"Foi uma prova muito renhida, muito embora tenha algumas dificuldades no início que me impediram de obter uma pontuação mais satisfatória na primeira etapa. Ainda assim, fomos capazes dar a volta por cima para terminar na segunda posição. Quero felicitar todos os adversários por se apresentarem em alto nível e espero estar ainda melhor na última jornada", avançou Zeferino Fernandes.

Com o desfecho da quarta jornada, Helder Coelho "Vuty" mantém-se na liderança do campeonato provincial, com 152 pontos, a frente de Zeferino Fernandes, 146, Tady Madaleno, 118, Miguel Ângelo, 93, Sandro Carvalho, 70, Rui Afonso, 69, Adilson Vieira 66, Victor Barros, 56, Adam Mahrok, 53, Raul Faria, 28, David Rebelo20, Marcos Fonseca,17, Ananias Gonçalves, Jerónimo Carvalho, 15, Jorge Borges, 10, Miguel Carneiro, 8  Diogo Rebelo com cinco pontos.

DERRADEIRA JORNADA
Zeferino Fernandes almeja vitória

O piloto ao serviço do Team Mercenários, Zeferino Fernandes, promete trabalhar com maior intensidade no sentido de obter o melhor resultado na última jornada do Campeonato provincial de Supermoto, agendada para os dias 19 e 20 de Novembro, no circuito Arena Multiparques.

Depois de ter ficado na terceira posição da quarta jornada e assumir o segundo lugar na tabela classificativa, Zeferino Fernandes sente-se galvanizado para, em breve, voltar a colocar à prova os seus atributos técnicos diante dos mais audazes pilotos da categoria em luta por um dos dois lugares mais elevados ao pódio.

O piloto sabe que a diferença de apenas seis pontos com o seu colega de equipa, Helder Coelho "Vuty" permite almejar pelo título provincial, mas prefere não entrar em euforias, pelo facto de reconhecer o seu grande potencial, por isso deixa claro que "o segundo lugar já seria muito importantes".

Depois de ter se consagrado, de forma antecipada, campeão provincial de motocross, Zeferino Fernandes está a um passo de escrever o seu nome nos anais do motociclismo nacional, na qualidade de um dos pilotos mais produtivos na sua estreia no Provincial de Supermoto.

O piloto sente-se feliz pela nova experiência, muito embora reconheça ser muito difícil competir, em simultâneo, em duas provas distintas, apesar de terem a mesma cilindragem, mas acredita que na próxima época esteja melhor preparado para superar as adversidades de modo que o primeiro título possa figurar nas prioridades.

Conhecido na lide do motocross como Zé Cazenga, o jovem piloto lamenta o facto de não poder ter estado presente na quinta jornada do Campeonato nacional de Supermoto, disputada nos dias 17 e 18 de Setembro em Benguela, tendo comprometido a sua pontuação na tabela classificativa, mas o seu desempenho no Provincial, segundo afirma, recompensa tal lacuna.

Zeferino Fernandes não pode marcar presença em Benguela porque estava comprometido com a disputa do Grande Prémio Herói Nacional em motocross, pontuável para a nona e penúltima jornada do Campeonato Provincial, tendo arrebatado o troféu em homenagem ao primeiro presidente de Angola, Doutor António Agostinho Neto.

"Sinto-me muito regozijado pelo facto de ter resgatado o título de motocross e por estar bem posicionado no provincial de motocross. O resultado até agora obtido me encoraja a continuar com o meu trabalho. Sei que tenho adversários muito fortes, mas cada um de nos tem que mostrar trabalho para chegar o mais longe possível", disse Zeferino Fernandes.
 HJ