Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Magistrio Primrio acolhe atletas

Gaudncio Hamelay | No Lubango - 10 de Dezembro, 2018

Fotografia: Eduardo Pedro | Edies Novembro

A Huila detém a experiência de organização de eventos desportivos. Os nacionais de juniores de andebol em Janeiro de 2019 juntam-se à longa lista. Com intuito de evitar constrangimentos, o presidente da Associação Provincial, Zeca Fumbelo, assegura que \"as responsabilidades aumentam\" após a visita de Zeca Venâncio, vice-presidente da Federação Angolana de Andebol.
Anunciou que as delegações participantes vão ser alojadas no Magistério Primário do Nambambe e no Complexo Escolar 14 de Abril. As negociações com hotéis e algumas pensões residenciais decorrem para se encontrar um preço justo. O Comité local pede a subvenção. Os hotéis locais praticam preços muito altos, segundo o dirigente associativo.
\"As nossas equipas não suportam as despesas de alojamento nas unidades hoteleiras. Pretendemos trabalhar com o governo local, por via do Gabinete da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, para se definir as condições de alojamento no Complexo 14 de Abril. Constatámos desfalque no material concernente às camas e aos colchões e queremos encontro de trabalho com o vice-governador para o Sector Político, Económico e Social\", disse.
A alimentação é de responsabilidade dos clubes. O Comité local vai intervir sempre que as delegações estiverem nos estabelecimentos comerciais ou junto da empresa responsável pela alimentação no Complexo 14 de Abril.
\"Vamos negociar os preços dos pratos\", disse.
O INEMA (Instituto Nacional de Emergência Médica de Angola) e os Serviços de Protecção Civil e Bombeiros garantem a segurança e a assistência médica e medicamentosa.
Zeca Fumbelo disse que o governo local tem em sua posse o caderno de encargo e o Director do Gabinete da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos garantiu \"a responsabilidade\". 

PREPARAÇÃO
Zeca Venâncio avalia 
condições na Huíla

Com a participação de 24 equipas,  a cidade de Lubango acolhe na segunda quinzena de Janeiro de 2019 o Campeonato Nacional de andebol nos escalões juniores masculino e feminino. Para aferir as condições organizativas, técnicas e infra-estruturais, o vice-presidente da Federação Angolana de Andebol, Zeca Venâncio, trabalhou nesta cidade com o Comité local.  
Durante a vista de constatação, Zeca Venâncio visitou demoradamente os três pavilhões, nomeadamente, o Multiuso da Nossa Senhora do Monte e os anexos nºs 1 e 2, bem como manteve um encontro com os membros da Associação provincial de andebol.
No final da visita, Zeca Venâncio disse que as primeiras impressões foram boas.
“Visitámos os três pavilhões e pouca coisa há para se rectificar. Pensamos que o governo local pode ajudar a Associação provincial e a Federação. Vamos estar todos engajados para que,  o mínimo em falta, não condicione a realização e bem dos campeonatos”, explicou.
As irregularidades constatadas tem a ver com as marcações do piso junto a uma das balizas, problemas nos balneários e a falta de água.
\"Vai ser impossível estarmos dentro do pavilhão sem água nos balneários. Ao todo, vão estar aqui 24 equipas masculinas e femininas a competir. As pessoas vão ter a necessidade de usar as casas de banho. Por isso, é indispensável a água com urgência\", apelou.
O Comité Nacional organizador vai ser formado nos próximos dias. Além de membros da Federação, vai ser integrado por membros da Associação local e do Conselho de Arbitragem.
\"Temos tudo organizador para a festa de andebol no Lubango\", disse com satisfação.
Os regulamentos da competição sugere duas séries e os jogos são disputados no sistema de todos contra todos a uma volta. Na segunda fase, disputa-se no sistema cruzado até se encontrarem os finalistas.

No Lubango
Melhores árbitros
apitam no nacional


Os árbitros que tiverem melhor classificação de todas províncias do país vão ser convocados para ajuizar no campeonato nacional de andebol na categoria de juniores. A confirmação é do vice-presidente da Federação Angolana de Andebol, Zeca Venâncio, durante a sua estada nas terras altas da Chela. 
Zeca Venâncio adiantou que o Conselho Nacional de Árbitros da Federação Angolana de Andebol está a ver a questão de árbitros juntamente com os Conselhos provinciais. 
“Naturalmente, vão vir os árbitros de todas as províncias do país que tiverem a melhor classificação. Temos árbitros de categorias provincial, nacional, da Confederação e alguns que já estão a fazer o teste para serem internacionais. Portanto, estes árbitros vão ser escolhidos ao seu tempo pelo Conselho Nacional de Árbitros dirigido por Francisco Nascimento”, assegurou.