Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Maldonado acredita na melhoria

06 de Agosto, 2014

Maldonado já tem contrato renovado com a Lotus para o ano de 2015 a dúvida agora é saber qual o motor que a equipa vai uitilizar

Fotografia: Reuters

A Lotus vai lutar por pontos assim que a Fórmula 1 regressar às suas actividades para as oito provas finais da temporada, segundo Pastor Maldonado. O piloto ainda não somou ponto algum neste campeonato, enquanto os oito que a equipa de Enstone conseguiu vieram graças aos dois oitavos lugares obtidos por Romain Grosjean.

“Talvez não sejamos os mais rápidos mas estamos numa boa posição. O carro está muito melhor, encontramos o equilíbrio e estou confiante, porque conheço melhor a equipa agora."Maldonado já tem contrato renovado com a Lotus para o ano de 2015. A dúvida agora é saber qual motor que a equipa vai titilizar. Actualmente ela é impulsionada pela Renault, mas rumores indicam a possibilidade de troca para a Mecedes.

Entretanto, Jules Bianchi, que ofereceu os primeiros pontos da história à equipa Marussia na Fórmula 1 admite que acredita numa eventual transferência para a equipa italiana Ferrari em 2015. Bianchi está de olho na vaga de Kimi Räikkönen, que regressou à equipa de Maranello este ano, mas está a sofrer muito com a adaptação ao carro.

Há rumores  de que Kimi estava a pensar em abondonar no final desta temporada devido aos maus resultados. O seu contrato tem validade até o final do próximo campeonato. “O nosso objectivo é ficar na frente da Caterham e terminar em décimo”, declarou Bianchi sobre a temporada de 2014 em entrevista ao jornal francês "L’Équipe". Quanto à Ferrari, assegurou: “Se eles me chamarem estou pronto para ir. Em 2015? Em 2016? Vamos ver”.
Jules Bianchi já tem ligações em Maranello através do programa Ferrari Driver Academy.

SIMON Pagenaud
PASSA TESTAR MOTOR

De acordo com a revista norte-americana "Racer", Simon Pagenaud tem o nome especulado para fazer um teste com o novo motor V6 de 1.6L que a Honda está a preparar para a F-1. O ensaio, que deve ter lugar no final da actual temporada da Fórmula Indy, está a ser tratado pelos japoneses, que querem sentir as impressões do francês, que defende a Schmidt na categoria dos Estados Unidos.

“Eu tenho conversado com algumas pessoas e algumas coisas promissoras estão por vir, vamos ver”, disse o francês. Pagenaud actua na Schmidt e teve neste ano duas vitórias. Na tabela de classificação, ele ocupa a quarta posição com 484 pontos.

Melbourne renova acordo
para receber prova até 2020


A cidade de Melbourne continua  a receber a Fórmula 1 por, no mínimo, mais seis anos. No passado fim de semana, a localidade australiana chegou a novo acordo com a elite do automobilismo mundial para sedear um evento do calendário até 2020, estendendo o seu contrato por cinco anos.

Melbourne recebe o Grande Prémio da Austrália de Fórmula 1 desde 1996, mas o evento passou a ser contestado nos últimos anos pela população local por causa dos altos custos para a sua realização. A prova geralmente abre o calendário da categoria, o que era desejado pela cidade para a  extensão do contrato.

“Posso dizer que o novo contrato é melhor para [estado de] Victoria. Ele reafirma Melbourne como uma das capitais mundiais do desporto e dos grandes eventos”, disse o governador do estado, Denis Napthine.

Antes de ser realizado em Melbourne, o Grande Prémio da Austrália foi disputado em Adelaide de 1985 a 1995. Foi na primeira fase do certame que o Brasil conseguiu as suas três vitórias da prova. Ayrton Senna subiu ao lugar mais alto do pódio em 1991 e 1993 e Nelson Piquet levou o troféu em 1990.

Holandês
Mercedes e Toro 
disputam revelação


O jovem  Max Verstappen, de apenas 17 anos de idade, pode estrear na Fórmula 1 na temporada 2015. O piloto actualmente compete no campeonato europeu de F3 e, de acordo com os comentários nos bastidores da categoria, negoceia com duas equipas para o ano que vem. Toro Rosso e Mercedes teriam interesse na sua contratação como piloto reserva.

Max é filho de Jos Verstappen – piloto que correu na F1 entre 1994 e 2003 com 106 GPs disputados pelas equipas Benetton, Arrows, Simtek, Footwoork, Steward e Minardi. Jos foi duas vezes ao pódio, todavia conseguiu marcar somente dezessete pontos em toda a sua carreira. De acordo com o jornal holandês "De Telegraaf", a escuderia Toro Rosso demonstrou o maior interesse. “Helmut Marko é um fã de Max e para nós isso é bom”, disse Jos Verstappen.

“Mas é apenas uma das opções. Estamos numa boa situação mas também traiçoeira. Qual seria a melhor? Sabemos o que a Red Bull quer. Mas ainda não decidimos”, disse o ex-piloto referindo-se ao programa de desenvolvimentos de talentos na F1. O "De Telegraaf" entende que a assinatura do contrato com a Toro Rosso leva  Max Verstappen à condição de titular em menos tempo.