Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mangais abrem portas ao Turismo

Helder Jeremias - 18 de Maio, 2019

Luanda acolhe uma das maiores provas de frica

Fotografia: Alberto Pedro | Edies Novembro

Os ponteiros do relógio marcavam 6h30 quando a equipa de reportagem do Jornal dos Desportos deixou a sua sede, na Rua Rainha Ginga, em direcção ao Mangais Gol Resort, palco da primeira edição do Presidential Golf Day Angola, cujo arranque está previsto para às 8h00 de hoje, quando o Presidente da República, João Lourenço, proceder à primeira tacada do evento organizado pelo Ministério do Turismo, no âmbito do programa do executivo angolano de promoção e desenvolvimento da indústria do turismo.
O calendário anual regista dia 15 de Maio, data que representa o início da estação do cacimbo, mas as temperaturas altas que Luanda teimam ostentar nos levam a inferir que a mudança do clima nunca é taxativa (…). O nosso itinerário nos leva a percorrer a estrada da Samba, numa altura em que, ao contrário do sentido descendente para a Mutamba, o tráfego se faz com alguma fluidez para quem segue em direcção ao Morro Bento, passando pelo Futungo de Belas até ao Benfica e, já fora da localidade, seguir, com alguma serenidade, até ao nosso destino…
Numa cavaqueira amena e descontraída, os quatro ocupantes da viatura (dois repórteres, um fotógrafo e o motorista) chegam às proximidades da foz do imponente rio Cuanza em pouco mais de 30 minutos. Um grande cartaz à entrada do Mangais Golf Resort é revelador da existência de um movimento frenético no interior do complexo, no que tange aos preparativos para que a empreitada seja levada a cabo dentro dos cânones internacionais e que Angola possa ter uma viragem de 180 graus no historial do seu turismo.
Já dentro do Resort, a espectacular beleza que a natureza nos proporciona revigora as energias, altura em que somos ainda mais confortados com a excelente recepção de que somos alvo pelos funcionários da instituição. Água e outros refrigerantes são colocados a nossa disposição antes de sermos recebidos, de forma afável, pela directora-geral do Magais Golf Resort, Sofia Sílvia.
Pessoa de tracto fácil e com amplo conhecimento sobre assessoria de imprensa, está predisposta em nos fornecer qualquer tipo de informações no cômputo técnico e administrativo, além de outros subsídios sobre o empreendimento “Mangais Ecoturismo”, que se traduz numa empresa angolana de capitais nacionais, responsável pela construção do Mangais Gol Resort, consubstanciado no maior campo de golf angolano com 18 buracos, um condomínio residencial no qual estão integrados 78 lotes de moradias de alto e médio padrão.
Sílvia Sofia é uma mulher muito atarefada na orientação das várias dezenas de trabalhadores que, além dos preparativos do Presidential Golf Day, realizam as suas actividades cotidianas, tendo em conta a presença de clientes que procuram se livrar da azáfama do centro de Luanda e retemperar energias com o agradável ambiente natural que é peculiar ao local.
“Estamos a trabalhar em sintonia com o Ministério do Turismo para que o Presidential Golf Day Angola seja o melhor possível e que venha para ficar. Não temo qualquer dúvida de que este evento será uma grande viragem para o turismo nacional, se tivermos em conta a rara beleza que o nosso país ostenta. Os convidados nacionais e estrangeiros vão encontrar aqui todas as condições para que a sua estada seja mais aprazível, o que passa pela prestação de um serviço de excelência nas variadas especialidade”, garantiu Sofia Sílvia.
Sofia Silvia mostra-se muito satisfeita pela iniciativa do executivo angolano, pois, segundo a sua experiência em outras latitudes como na África do Sul, Dubai, Portugal, entre outros países, foram iniciativas do género que permitiram que o golfe se tornasse numa indústria capaz de gerar avultados montantes financeiros para a economia, o que passa também, como é óbvio, pela geração de milhares de postos de trabalho directos e indirectos e consequente melhoria de vida das comunidades.
“Será um prestígio muito elevado contar com a presença do Chefe de Estado neste evento, porque isso transmite muita confiança quanto a aposta das autoridades nacionais em desenvolver o turismo. O Ministério do Turismo está a desempenhar o seu papel da melhor maneira ao criar um ambiente favorável para que os turistas possam chegar ao país em maior número e com grande frequência. Neste contesto, temos que nos preparar para que tenhamos uma resposta cada vez mais eficiente, ou seja, dar um pulo qualitativo em termos de prestação de serviços.
Já com um vasto leque de informações e cientes de que o tempo não corre a favor da nossa interlocutora, despedimo-nos, não sem antes dar uma volta pelos principais locais de rara beleza, tendo-nos deleitado com a flora, cuja predominância recai para os mangais, palmeiras, coqueiros e uma vasta gama de plantas herbáceas, ao passo que a fauna é representada por macacos, jacarés (crocodilos) e diversas aves.

RESORT
Mangais preconiza referência africana 


Considerado o primeiro resort nacional a oferecer excelentes condições de lazer e vida de qualidade aos visitantes, o Mangais Golf Resort tem como meta se tornar a maior referência ao nível da região, cuja harmonia das instalações hoteleira e a natureza representa a sua marca principal.
De acordo com o projecto que o Jornal dos Desportos teve acesso, o resort será dotado de outras infra-estruturas desportivas e lúdicas, com destaque para uma marina fluvial para 30 embarcações, um aeródromo com pista asfaltada de 2 quilómetros, suportados por segurança privada e transportes terrestre ao longo de todo o espaço delimitado.
Os clientes, além de uma zona residencial de alto padrão, contarão ainda com uma praia controlada de cerca de 15 quilómetros, assistida por transporte regular entre os locais de acesso. A área de lazer comportará ainda vários campos de ténis, SPA e outros serviços especializados.
Com apenas um campo em funcionamento, o projecto terá um total de três campos com diferentes tipos de piso, estando a construção do segundo a decorrer de forma paulatina, cujo desenho é da autoria do arquitecto português, Jorge Santana da Silva, prestigiado internacionalmente pelos inúmeros projectos concebidos em vários países com forte tradição na modalidade.
“Estes campos de golf têm condições de pertencer ao lote dos melhores do mundo, numa altura em que o primeiro está em pleno funcionamento e a construção do segundo está a decorrer numa clareira rodeada por floresta densa, na qual se destaca o mangal. A médio prazo vai começar a construção do terceiro e último campo do resort”, informou Sofia Sílvia.  

REVELAÇÃO
Projecto prioriza evolução da comunidade local


A melhoria das condições de vida das comunidades da vila adjacente ao projecto representa o principal alvo de âmbito social esboçado pela direcção do Mangais Golf Resort, segundo fez saber a directora-geral, Sofia Sílvia.
Em declarações à reportagem do Jornal dos Desportos a dirigente revelou que a maioria dos trabalhadores integrados no empreendimento é proveniente da referida comunidade, cujo número de contratos vai aumentando em função da evolução do projecto e a consequente necessidade de reforçar o quadro orgânico.
Sofia Sílvia sublinha a premente preocupação da empresa que dirige em relação a conservação do ambiente, mas atribui um valor acrescentado o sentido humano pelo qual são motivados vários projecto de âmbito social, tais como a formação de quadros nas diferentes áreas técnicas, como culinária, serviços de quartos, tratamento da relva, construção civil, electricidade, entre outras.
No pacote social está também inserida a criação de uma equipa de futebol que deverá treinar nos três campos já construídos e a futura construção de uma academia desportiva para crianças da comunidade, estando já a decorrer um levantamento junto das comunidades para o respectivo estudo de viabilidade.
“O bem-estar da população tem uma importância relevante, pelo que estamos empenhados em criar condições para proporcionar, além de um considerável número de empregos, convívio e lazer, promovendo a partilha do espírito de equipa. Desta forma, está na forja a formação de uma equipa de futebol que possa tirar o devido proveito dos três campos, onde os jovens da comunidade terão aulas de especialistas. Também serão ministradas duas aulas de golf por semana, de forma a criarmos potenciais atletas”, revelou