Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Marc Márquez celebra corrida

02 de Junho, 2016

Bicampeão mundial (número 93) pede à equipa japonesa acerto na aceleração da RC213V para equilibrar as disputas com a Yamaha

Fotografia: AFP

Marc Márquez é mais um dos pilotos que vai correr em casa neste fim de semana. Nascido em Cervera, o piloto da Honda não escondeu a animação para o fim de semana em Montmeló e destacou que a presença da claque é um incentivo extra para o GP da Catalunha.“Não há nada como correr em casa, diante da sua claque, do seu fã-clube, para fazer-te sentir bem e dar-te uma motivação extra, mesmo que, no fim, deva tentar ser profissional como sempre e focar completamente no trabalho que tem à mão”, comentou Márquez.

Embora tenha a segunda posição na classificação do Mundial, Marc não vive um ano fácil, já que a falta de aceleração é a tónica da época. Ainda assim, o  número 93 espera repetir a boa performance do GP da Itália, mas já pensa no teste pós-corrida que vai ser feito no traçado catalão.“Vamos ver como as coisas vão ser lá e, como sempre, vamos trabalhar duro no setup da moto para tirarmos o máximo do que temos. Contudo, uma abordagem que funcionou bem até aqui”, avaliou.

Num tom de aviso disse que "a Honda está a trabalhar em 100 por cento" e, em Montmeló, vão dar o melhor para conseguir outro bom resultado.
“No teste pós-corrida, esperamos encontrar aquele meio décimo que poderia ajudar-nos muito, assim como conseguimos fazer no ano passado na mesma ocasião”, concluiu.