Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Marc Marquez é soberano em Austin

14 de Abril, 2015

Piloto da equipa Honda vence com forte domínio na pista do circuito das Américas

Fotografia: AFP

O espanhol Marc Márquez, da equipa Honda, conquistou a primeira vitória no ano ao levar a melhor no Grande Prémio das Américas da MotoGP, em Austin, nos Estados Unidos da América, com o tempo de 43min47s150. O actual bi-campeão mundial não encontra adversários à altura no circuito das Américas. Em três edições da corrida texana, o espanhol levou à melhor e largou sempre na pole position.

Ao contrário do que aconteceu nas qualificativas, quando teve problemas com a  Honda RC 213 e foi obrigado a correr a pé para as boxes para utilizar a moto reserva e fazer a pole nos instantes finais, Márquez não teve grandes dificuldades no domingo. A prova começou com cerca de 40 minutos de atraso devido a um acúmulo de água na curva 3. Quando a largada foi dada, o detentor do título das duas últimas épocas perdeu a liderança para o italiano Andrea Dovizioso, da equipa Ducati, mas conseguiu segurar-se em segundos, atacou na hora certa e voltou à ponta na sexta volta para não mais deixá-la a 2,354 segundos.

Dovizioso não teve ritmo para manter-se em segundo, num primeiro momento e perdeu a posição para o compatriota Valentino Rossi, a equipa Yamaha, mas recuperou-a em seguida e cruzou a linha de chegada em segundo, com o heptacampeão em terceiro a 3,120 segundos.
Os dois pilotos de Itália estão separados por um ponto na liderança do Mundial (41 a 40), com Rossi à frente. Marc Márquez aparece logo atrás, com 36 pontos.

MOTO 2
O britânico Sam Lowes, a equipa Speed Up, foi o vencedor na Moto2, disputado ontem no circuito das Américas. Depois de um arranque a meio do pelotão, San Lowes acelerou forte para contornar a concorrência do português Oliveira, que liderou as primeiras voltas. Depois das borrachas “queimarem”, Tito Rabat. da equipa Marc VDS Kalex, travou um despique pelo segundo lugar com Sam. O actual campeão, o espanhol Tito Rabat,  teve de se contentar com o quarto lugar na final. O ítalo-brasileiro Franco Morbidelli, da equipa Italtrans Kalex, foi o segundo classificado.

MOTO3
Na Moto3, o britânico Danny Kent, da equipa Leopard Honda, subiu ao lugar mais alto do pódio, elevou para três, o número de desportistas das terras da Sua Majestade vencedores do dia nos desportos motorizados. O primeiro foi Lewis Hamilton, da F1.

ESTRELAS DE JEREZ
Campeões entram no Hall da Fama


Os campeões do mundo de MotoGP, os espanhóis Jorge Lorenzo e Marc Márquez, além do italiano Valentino Rossi, vão ser os próximos homenageados com uma estrela no Hall da Fama do Motociclismo de Jerez. Dias antes do início do Grande Prémio de Espanha de Motociclismo, que vai ser disputado no Circuito de Jerez a 3 de Maio, os três pilotos vão inaugurar as  estrelas na avenida Álvaro Domecq, onde está o Hall da Fama de Jerez, segundo anunciou em conferência de imprensa a prefeita de Jerez, María José García Pelayo.

Fontes ligadas à organização destes actos, asseguraram à Agência Efe que a 29 de Abril, Lorenzo vai inaugurar a sua estrela, enquanto Marc Márquez e Valentin Rossi vão fazê-lo em dois actos diferentes. As sete estrelas, descobertas até o momento, homenageiam os campeões do mundo Ángel Nieto, Giacomo Agostini e Jorge Martínez “Aspar”, o precursor do Circuito de Jerez, Francisco Pacheco Romero, a Federação Internacional de Motociclismo (FIM), a Real Federação Motociclista Espanhola (RFME) e o campeão do mundo de Superbikes Carlos Checa, que já inaugurou a sua estrela na semana passada. A organização de “Jerez, Capital Mundial do Motociclismo” deve inaugurar 40 “estrelas” para homenagear campeões do motociclismo mundial e personagens relevantes da competição.

EQUIPA KTM
Miguel Oliveira abandona prova


O piloto português Miguel Oliveira (KTM) abandonou o Grande Prémio das Américas de Moto3, segunda prova do Mundial de motociclismo, depois de se despistar na 10ª das 18 voltas ao circuito de Austin, nos Estados Unidos da América. Na primeira prova do Mundial, no Qatar, Miguel Oliveira terminou na 16ª posição, depois de também sofrer um despiste, logo na primeira curva do circuito de Losail. O pódio da corrida de Austin foi "monopolizado" por pilotos da Honda: ganhou o britânico Danny Kent, seguido do francês Fabio Quartararo e do espanhol Efren Vasquez. A terceira prova do Campeonato Mundial, o Grande Prémio da Argentina, disputa-se a 19 de Abril.

CAMPEONATO MUNDIAL
Circuito norte-americano
é "estranho" para o Rossi


O circuito das Américas é um palco "estranho" para Valentim Rossi, líder da tabela de classificação mundial de MotoGP com 41 pontos. O heptacampeão encontra dificuldades para contornar as rectas e as curvas do circuito que acolheu o Grande Prémio das Américas no último domingo.
Depois de bom arranque, o piloto italiano da Yamanha, terminou a prova na terceira posição atrás de Marc Márquez, da equipa Honda, e de Andrea Dovizioso, da Ducati.

A terceira posição cumpre o cepticismo demonstrado durante as sessões de treino para a competição. Valentim Rossi manifestou que podia fazer um resultado melhor que o das duas primeiras edições da prova. Assim se cumpriu. O terceiro lugar supera o sexto lugar de 2013 e o oitavo de 2014.
Na análise sobre a terceira prova, o piloto italiano havia assegurado que "o circuito não é o melhor para a Yamaha, mas sim um dos mais difíceis da época".

"Não fiz pódio aqui nas duas corridas anteriores, embora o ano passado não tenha sido tão ruim, mas destruímos o pneu dianteiro. Neste ano, temos o pneu duro e o extra duro e podemos solucionar este problema dando o máximo", havia dito Rossi. A grande corrida esperada por Rossi foi mesmo o primeiro Grande Prémio da época da MotoGP, no Qatar, há duas semanas. O piloto da Yamaha realçou que "vencer sempre é especial, precisamente depois de uma grande corrida e grande batalha". Valentim Rossi terminou na primeira posição e "foi a melhor maneira de começar o campeonato mundial".

GP DAS AMÉRICAS
Classificação geral
1. Marc Márquez (ESP/Honda) 43min47s150
2. Andrea Dovizioso (ITA/Ducati) a 2s354
3. Valentino Rossi (ITA/Yamaha) a 3s120
4. Jorge Lorenzo (ESP/Yamaha) a 6s682
5. Andrea Iannone (ITA/Ducati) a 7s584
6. Bradley Smith (GBR/Yamaha Tech 3) a 10s557
7. Cal Crutchlow (GBR/LCR Honda) a 16s967
8. Aleix Espargaró (ESP/Suzuki) a 19s025
9. Maverick Viñales (ESP/Suzuki) a 38s570
10. Danilo Petrucci (ITA/Pramac Ducati) a 41s796
11. Hiroshi Aoyama (JAP/Honda) a 47s199
12. Héctor Barberá (ESP/Avintia) a 47s339
13. Nicky Hayden (EUA/Aspar) a 56s484    
14. Jack Miller (AUS/LCR Honda) a 56s731
15. Álvaro Bautista (ESP/Aprilia Gresini) a 57s372

Classificação geral
1. Valentino Rossi (ITA) 41 pontos
2. Andrea Dovizioso (ITA) 40
3. Marc Márquez (ESP) 36
4. Andrea Iannone (ITA) 27
5. Jorge Lorenzo (ESP) 26
6. Bradley Smith (GBR) 18
7. Cal Crutchlow (GBR) 18
8. Aleix Espargaró (ESP) 13
9. Dani Pedrosa (ESP) 10
10. Danilo Petrucci (ITA) 10