Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Marc Marquez nega culpas na queda de Dani Pedrosa

02 de Outubro, 2013

O jovem piloto espanhol Marquez afirma nada ter feito de perigoso na ultrapassagem ao conterrâneo Dani Pedrosa

Fotografia: AFP

O piloto espanhol Marc Marquez líder do Mundial de MotoGP rejeita responsabilidades na queda que forçou Dani Pedrosa, companheiro na Repsol-Honda, a abandonar o Grande Prémio de Aragão no domingo.

Pedrosa caiu após uma tentativa de ultrapassagem de Marquez, que acabou por ganhar a corrida (a sua sexta em 2013), mas o menino-prodígio de apenas 20 anos acredita que não fez qualquer manobra que colocasse o colega em risco.

«Toquei ligeiramente no Dani, com a mão e com a alavanca da embraiagem, mas penso que não foi nada de especial. Tentei corrigir a manobra e fiz o que me pareceu mais correcto, mas é de lamentar que a situação tenha acontecido. Creio que não fiz nada de perigoso, tivemos apenas azar», afirmou Marquez, que recusa assumir as culpas da queda e consequente abandono do colega, que após a prova atirou algumas críticas ao jovem compatriota «não vale tudo para vencer».

Marquez defendeu-se ainda dos críticos que o acusam de ser um piloto demasiado agressivo: «Não acho que seja demasiado agressivo na forma como abordo as ultrapassagens, mas o meu estilo é este e é assim que me sinto mais seguro e confiante.»

Aos 20 anos e depois de em 2012 ter conquistado o título Mundial na classe Moto 2, Marc Marquez está cada vez mais próximo de ser campeão do Mundo de MotoGP, logo na época de estreia na classe rainha. O piloto de Cervera tem 39 pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o actual campeão em título Jorge Lorenzo, numa altura em que faltam apenas quatro corridas para o fim do Mundial.