Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Marc Mrquez hexa-campeo mundial

07 de Outubro, 2019

Piloto espanhol est a um ttulo de Valentim Rossi no ranking mundial

Fotografia: Dr

Uma ultrapassagem espectacular sobre Fábio Quartararo na última volta, após o francês liderar toda a corrida na Tailândia, ditou a conquista do sexto título de Marc Márquez na MotoGP.
\"Foi como eu sonhava. A minha intenção era vencer a corrida e mostrei isso desde sexta-feira e arrisquei no sábado, após  queda do dia anterior\", disse o campeão .
O piloto da Honda Repsol continua a fazer história e está a um título de Valentim Rossi e a dois de Giacomo Agostini.
 \"Estamos cercados de lendas sobre motos, mas não vamos afrouxar. No próximo ano, tentaremos um novo título\", prometeu.
Marc Márquez soma ao todo oito títulos dentro do mundial de motociclismo com os da 125cc (2010) e da Moto2 (2012).
 A nova coroa vem em grande estilo, depois de partir do terceiro lugar. A disputa com Quartararo, que tinha sido o pole position, marcou o Grande Prémio da Tailândia.
“Fabio tinha mais ritmo do que em Misano. Foi mais difícil vencê-lo desta vez, mas acho que terminamos o ano como a Honda merecia: com uma vitória\", reconheceu.
Fábio Quartararo largou bem e tinha Márquez à cola desde a primeira curva. Ao longo da corrida, o piloto francês abriu uma pequena vantagem de 1 segundo e com direito a quebra de recorde da pista em corrida. Nas voltas finais, o espanhol pressionou-o  para dar o golpe de misericórdia na volta final.
\"Trabalhamos muito bem. Faço o melhor que sei, mas sem eles, sem a equipa, não conseguia”, agradeceu aos colegas da Honda.
Aos 26 anos de idade, Marc Márquez sagra-se campeão na prova, que levou Maverick Viñales ao último lugar do pódio. Com olhos postos nos vencedores, estavam Andrea Dovizioso e Valentim Rossi, que terminaram em quarto e oitavo lugares.
“Houve um momento, em que estava prestes a desistir, via dificuldades em vencer a corrida. Pensei que tinha de dar o melhor até o final e o Fábio tinha de desacelerar em algum momento. Apenas queria ser um campeão vencedor”, disse o hexa -campeão
No meio da euforia, Marc lembrou-se dos problemas no ombro que dificultaram a sua pré-época.
\"A lesão no ombro, que operei no Inverno, parece distante. O objectivo era cair menos. Nas últimas corridas, caímos um pouco mais, mas é isso; é ir ao limite\", justificou.
O piloto da Honda não planeia relaxar, depois de vencer mais um título: \"Quero terminar bem o ano,  para começar do meu melhor em 2020\". E, a explicação é: \"A cada ano é diferente, novos rivais aparecem. Quartararo cresceu e a cada corrida, tivemos rivais muito duros\", lembrou.
Diante das adversidades, o desejo de alcançar a vitória final é maior  com a aproximação do final da época: \"Queríamos saber sofrer e ter mais regularidade e conseguimos\".