Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mário Fernandes e Ana Lima integram CANA

Rosa Panzo - 25 de Junho, 2014

Mário Fernandes regressou do conclave com o sentimento de dever cumprido pelo facto de Angola ter dois nomes na direcção da CANA.

Fotografia: Jornal dos Desportos

O presidente da Federação Angolana de Natação (FAN), Mário Fernandes, foi eleito, domingo último, em Joanesburgo, África do Sul, vice-presidente da Confederação Africana de Natação (CANA) para a zona IV para o quadriénio 2014-2018. No encontro anual da CANA, também foi eleita membro da Confederação Africana a vice-presidente da Federação Angolana, Ana Lima.

Depois do finado Lino Lourenço, primeiro angolano a pertencer aos quadros da CANA, na qual exerceu as funções de vice-presidente no período de 2000 a 2012, Mário Fernandes regressou do conclave com o sentimento de dever cumprido pelo facto de Angola ter dois nomes na direcção da CANA.
ROSA PANZO


Phelps condenado ao bronze

Michael Phelps fechou de forma discreta, no final da noite desta segunda-feira, a sua terceira competição desde que retornou às piscinas após decidir interromper a sua aposentação, processo começado na final da sua participação na Olimpíada de 2012. O nadador norte-americano ficou apenas com a medalha de bronze nos 200 metros medley, considerada a sua principal prova, no Grand Prix de Santa Clara, nos Estados Unidos.

O maior medalhista olímpico de todos os tempos gastou o tempo de 1min59s76 e acabou por ser superado por Conor Dwyer, ouro com a marca de 1min59s49, e Chase Kalisz, prata com 1min59s53. Ele liderou a prova na mariposa, costas e peito, mas foi ultrapassado nos últimos 50 metros livres. Para Phelps, o bronze nos 200 metros medley fez o astro fechar a competição em Santa Clara com quatro medalhas, pois anteriormente ele facturou um ouro nos 100m mariposa, e duas pratas, uma nos 100m livres e outra nos 200m livres.

A última destas provas realizou-se na noite de sábado, quando acabou derrotado por Agnel Yannick, medalha de ouro ao gastar 1min46s99. Já o norte-americano foi prata com 1min48s20, que foi o seu melhor tempo nos 200m livres desde que voltou às piscinas, em Abril deste ano.

Noutra prova disputada na noite de domingo, Felipe Lima conquistou o bronze nos 100m bruços com o tempo de 1min01s78 . Ele chegou a liderar a primeira metade da prova e virou os últimos 50 metros na frente, mas depois acabou superado por Kevin Cordes, ouro com 1min0091s, e por Mike Alexandrov, prata com 1min01s65.

Katie Ledecky
A nadadora  Katie Ledecky, de 17 anos, bateu domingo o seu recorde do mundo dos 800 metros livres, apenas quatro dias depois de ter superado o dos 1.500 metros. Num meeting no Texas, Katie Ledecky fez a marca de 8.11,00 minutos, retirando 2,86 segundos ao anterior máximo, que já lhe pertencia, de 8.13,86 minutos, estabelecido nos Mundiais de Barcelona, em Agosto do ano passado. Na quinta-feira, Ledecky tinha batido o recorde mundial dos 1.500 metros livres, ao nadar em 15.34,23 minutos, em Shenandoah, no Texas.