Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mrio Makila est preocupado com programao de Luanda

Rosa Napoleo. - 05 de Março, 2014

Tcnico orienta parte da pr-seleco nacional de voleibol de praia no Namibe

Fotografia: Jornal dos Desportos

O técnico que orienta parte da pré-selecção nacional de voleibol de praia no Namibe, Mário Makila, está preocupado com a falta de coordenação do programa de treinos da direcção técnica da Federação Angola de Voleibol, com vista os Jogos da CPLP, de 15 a 30 de Junho em Luanda.

De acordo com o treinador, no Namibe os trabalhos decorrem sem sobressaltos, apesar de juntar o grupo apenas aos finais de semana ou aos feriados, devido aos compromissos escolares dos jogadores.

“A única coisa que me preocupa é o facto de não ter ainda um contacto pessoal com os dirigentes da Federação, no que diz respeito o trabalho que está a ser feito na capital, porque estamos a trabalhar descoordenados e no fim isto pode trazer consequências”, advertiu o técnico.Para o técnico, o ideal era que as duas equipas trabalhassem com o mesmo programa de trabalho.

“ Se continuarmos a trabalhar assim, no final não vai haver bons resultados, porque uns vão estar mais avançados que os outros. E causa uma desconcentração total no grupo”, disse.Mário Makila revelou, que desconhece o número de duplas que se preparam em Luanda e em outros pontos do país.

“ Gostava, que a direcção técnica arranjasse um tempo para ter uma conversa formal connosco, a fim de falarmos sobre o trabalho, porque sinceramente só estou a trabalhar com o grupo, mas não sei quem vai ser o técnico que vai levar os atletas até aos Jogos da CPLP”, referiu.

Questionado sobre a sua programação de trabalho para hoje, o técnico do Namibe adiantou que a equipa vai fazer exercícios técnicos e tácticos com bola, visto que ontem o trabalho esteve inclinado para o aspecto físico.

“Agrada-me que apesar de serem muito jovens são atletas com muita entrega e estão a corresponder bem às expectativas da equipa técnica.
Já trabalhamos a parte física e daqui para frente vamos dar início aos aspectos técnicos (serviço com bola) ”, acrescentou.

Mario Makila trabalha com um grupo de 12 atletas,  seis em masculino (Enrico Martins, Edmilson Satiambula, Hedalércio Rodrigues, Yaro da Conceição, Rui Perez e Aristides Sombreiro) e  igual número em feminino (Alexandra Chapunga, Edith Silva, Aydé dos Santos, Carla Godinha, Jenilsa Carlos e Volene Quissanga).

JOGOS DA CPLP
Presidente da Federação
justifica falta de nomeação


O presidente da Federação Angola de Voleibol, Valentim Domingos, disse ontem ao Jornal dos Desportos que ainda não foi feita a convocatória para as selecções nacionais para os Jogos da CPLP, de 15 a 30 de Junho próximo em Luanda.

“Neste momento, incumbimos a responsabilidade aos técnicos locais para trabalhar com as duplas, até que se faça a convocatória das selecções em ambas as classes. No Namibe indicamos o professor Mário Makila, em Luanda as duplas estão sob tutela de Morais Abreu, coadjuvado pelos técnicos do clube MTA”, explicou.

Valentim Domingos referiu ainda, que existe uma possibilidade de haver um terceiro grupo formado por duplas do Lobito. “Estamos a sondar um técnico no Lobito, a fim de orientar algumas duplas locais, porque temos ainda um tempo para fazer a triagem das duplas permanentes nas três províncias”, assegurou.

Valentim Domingos admitiu o atraso na programação da preparação, porque o director técnico encontra-se fora do país, a tratar de alguns assuntos profissionais.

“ Em breve o Morais regressa, e esta situação fica ultrapassada, porque o nosso objectivo é termos selecções bem preparadas, com vista a representar os angolanos condignamente nos Jogos da CPLP que o nosso país vai acolher”, sublinhou.         
RP