Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mrquez fica fora do pdio em Phillip Island

Altino Vieira Dias - 29 de Outubro, 2018

Os pilotos da Ducati no deram quaisquer hipteses aos seus adversrios no ano passado.

Fotografia: Jornal dos Desportos

O espanhol MavericK Viñales venceu ontem o Grande Prémio da Austrália, realizado em Phillip Island, relegando para o segundo e terceiro lugares os italianos  Andrea Iannone, da Suzuki, e Andrea Dovizioso, da Ducati e que é o vice campeão do campeonato de 2018, que já consagrou o Mar Márquez como grande vencedor.
Há um ditado que diz “tudo o que começa mal termina bem”, porém, esta velha máxima não se aplicou ao piloto espanhol Marc Márquez. O espanhol saiu da posição da pole, chegou mesmo a ser ultrapassado no arranque da corrida, pelos pilotos Jack Miller, Andrea Dovizioso, Valentino Rossi e Andrea Iannone, mas, antes de terminar a primeira volta, ultrapassou todos os pilotos e voltou à primeira posição.
Na volta número quatro, muitos assistiram, mas não queriam acreditar: o francês Johann Zarco, da Yamaha, teve uma queda aparatosa, partiu a sua moto, tendo alguns pedaços desta atingido a de Márquez, causando assim a desistência de ambos.
Com o resultado deste incidente, a corrida ficou muito mais animada (pois girava apenas entre Dovizioso e Márquez e passou a ter mais protagonistas), com muitas múltiplas ultrapassagens entre os pilotos Andrea Dovizioso, Valentino Rossi, Alvaro Bautista e Andrea Iannone. Na parte da frente, Viñales se encaminhava para a sua primeira vitória do campeonato de 2018 e a quarta na sua carreira, depois de um jejum de vitórias de mais de vinte e oito Grandes Prémios, já que a sua última aconteceu no GP da França, em Le Mans Bugatti, no ano passado, em 2017.
A classificação dos dez primeiros GP da Austrália ficou da seguinte maneira: em primeiro lugar Maverick  Viñales, segundo Andrea Iannone, terceiro Andrea Dovizioso, seguindo-se-lhes Alvaro Bautista, Alex Rins, Valentino Rossi, Jack MiIller, Franco Morbifelli, Alex Espargaro e Bradley Smith, respectivamente, nas posições imediatas.
Os pilotos da Ducati não deram quaisquer hipóteses aos seus adversários no ano passado, pois conseguiram uma dobradinha com Dovizioso em primeiro lugar e Lorenzo em segundo. Será que Dovizioso irá repetir tal feito? Olha que ele não teve pernas suficientes para segurar Viñales e Iannone, mesmo com a ausência de Márquez na disputa pela vitória no final da corrida de Phillip Island.
Na Malásia, no próximo Grande Prémio, ele poderá contar com a forte oposição de um Marc Márquez furioso, que deseja terminar o campeonato em grande, com mais algumas vitórias.