Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Márquez bate recorde mundial de velocidade

31 de Março, 2015

Campeão do mundo teve péssimo rendimento no Qatar mas bateu o recorde de velocidade

Fotografia: AFP

Marc Márquez carimbou, no domingo, um novo recorde mundial de velocidade máxima numa corrida oficial de MotoGP, ao registar 350,5km/h durante o Grande Prémio do Qatar, primeira prova do Mundial. O bicampeão do Mundo, em título, que desiludiu ao ficar em quinto lugar, cometeu um erro grave na primeira curva da prova, que comprometeu as suas aspirações, mas conseguiu recuperar do último ao quinto lugar da prova, ganha pelo italiano Valentino Rossi.

O veterano italiano, a  tripular uma Yamaha, seis vezes campeão do Mundo da categoria  (2002, 2003, 2004, 2005, 2008 e 2009), confirmou o seu estatuto ao conquistar o Grande Prémio do Qatar, primeira etapa do Campeonato do Mundo de MotoGP. Numa corrida de loucos, o italiano terminou a prova com o tempo final de 42:35.717 minutos, impôs-se  na parte final ao compatriota Andrea Dovizioso (Ducati), que cruzou a linha de meta apenas em 174 milésimos depois do Il Dottore. Andrea Iannone (Ducati) fechou o pódio, à frente de Jorge Lorenzo (Yamaha).

Após largar na oitava colocação do Circuito Internacional de Losail, em Doha, no Qatar, o italiano fez uma corrida de recuperação, conseguiu ultrapassar os favoritos Andrea Dovizioso, que foi o “pole positon”, e Marc Márquez, actual bicampeão da categoria, ficou com a vitória após 22 voltas em 42min35s717.

Dovizioso terminou a corrida na segunda colocação, enquanto o seu parceiro de Ducati, Andrea Iannone, completou o pódio da etapa. Jorge Lorenzo, companheiro de Rossi na Yamaha, ficou em quarto e Márquez em quinto. Mesmo sem fazer uma grande largada, Rossi cresceu volta a volta. Assim, Dovizioso alternava na liderança com Lorenzo, que tinha feito uma boa largada e ficou na ponta da corrida por algumas voltas. Enquanto isso, Márquez “despencou” para a 20ª posição logo na primeira curva após um toque em Lorenzo.

Deste modo, Rossi chegou aos líderes e passou Dovizioso, que até tentou recuperar a posição, mas não conseguiu ultrapassar o veterano de 36 anos. Iannone, que se manteve no pelotão de frente, não teve forças para acompanhar a briga de perto e ficou com a terceira colocação. Márquez conseguiu uma grande recuperação, imprimiu um forte ritmo com sua Honda, mas só conseguiu a quinta colocação.

Com o triunfo, Rossi somou 25 pontos e está na liderança do campeonato entre os pilotos, cinco pontos à frente de Dovizioso. A próxima etapa do Mundial vai ser daqui há duas semanas, no dia 12 de Abril, no Circuito das Américas, em Austin, nos Estados Unidos.

PEDROSA
afasta-se

O espanhol Dani Pedrosa anunciou após o Grande Prémio do Qatar de MotoGP, prova de abertura da temporada 2015, que vai deixar de correr temporariamente, devido às fortes dores que tem no braço direito há cerca de um ano. “Estava a sofrer em silêncio por esta situação complicada. Tentei por todos os meios no ano passado, passei por uma cirurgia no meio da temporada que não me ajudou de forma alguma”, admitiu o três vezes vice-campeão da principal categoria de moto velocidade do mundo.

Durante o treino livre do GP da Alemanha, disputado em Julho de 2013, Pedrosa caiu e sofreu uma série de lesões, inclusive fractura incompleta na clavícula esquerda. No ano passado, conforme relatou ontem, o problema passou a ser no antebraço direito. “No fim do ano, estive a viajar por todo o mundo, passei por exames com diferentes médicos, quase nenhum me recomendou operar, mas utilizar algumas técnicas para melhorar. É evidente que não poderei continuar a correr desta forma, já que não posso dar o máximo de mim”, reconheceu.